0 Compartilhamentos 1118 Views 1 Comments

Conheça as etapas do desenvolvimento de um aplicativo

5 de janeiro de 2018

Assim como construir uma casa, desenvolver um aplicativo mobile é um trabalho que acontece em etapas. Conhecer a vizinhança, escolher o terreno, construir a fundação, paredes e telhado. Tudo isso para depois entrar com pintura, móveis e decoração. Cada etapa da construção do aplicativo, e também da casa, precisa ser respeitada, pois eles desempenham um papel importante para seu funcionamento como um todo.

Se você está pensando em desenvolver seu primeiro aplicativo, confira as etapas necessárias para criar um app de sucesso:

1 – Conheça a vizinhança: iOS ou Android?

Escolher a plataforma é o primeiro passo. Enquanto o Android trabalha com Java ou Kotlin (linguagem recente), um app para iOS precisa ser desenvolvido em linguagem Swift. Cada plataforma apresenta pontos fortes e fracos, mas essa escolha depende muito da preferência de cada desenvolvedor e para qual público alvo será desenvolvido a aplicação.

2 – Casa de madeira ou alvenaria: app nativo ou híbrido?

Depois da plataforma, é preciso decidir se seu aplicativo será nativo ou híbrido. O app híbrido é um programa desenvolvido em HTML5 que, usando recursos dinâmicos e de estilo do Javascript e CSS otimiza sua interface. O conteúdo é então inserido em um framework que age como um “container” para esse conteúdo.

A princípio, essa parece ser a melhor escolha, pois o HTML5 é uma linguagem muito mais popular e o app ainda pode ser adaptado mais facilmente para uma segunda plataforma, mas não é bem assim. Um app híbrido possui um acesso mais limitado aos recursos do aparelho, além de uma performance consideravelmente pior do que a de um app nativo com as mesmas características.

O aplicativo nativo precisa ser desenvolvido já na linguagem da sua plataforma, mas ele tem um desempenho muito melhor e consegue acessar com facilidade recursos de hardware como câmera e GPS. É sim um pouco mais trabalhoso, mas a qualidade do programa fica significativamente melhor para o usuário.

É fundamental nesta etapa levantar todos os requisitos da sua aplicação para só assim decidir a tecnologia empregada.

3 – Planeje seus cômodos: Mockup de telas

Ter um projeto claro é primordial para desenvolver um app com tranquilidade. Para isso, é preciso já ter todas as telas pensadas e desenhadas antes mesmo do desenvolvimento. O ideal é realizar uma pesquisa de mercado, desenvolver uma ideia única e resolver um problema para as pessoas de forma inovadora. As telas precisam refletir essa inovação, facilitando o processo para o usuário ao mesmo tempo em que o seu design dá a personalidade da aplicação.  O conjunto de identidade visual, arquitetura da informação, usabilidade, padrões de navegação, transição de telas e outros elementos que tornam a experiência do usuário mais agradável e fácil.

4 – Mão na massa: o desenvolvimento do aplicativo

Chegou o tão esperado momento, mas este não é um trabalho para uma pessoa só. Um projeto de um aplicativo grande pode envolver diferentes profissionais. Assim como a casa tem o pedreiro, engenheiro, arquiteto, etc, o aplicativo também pode contar com profissionais especializados em cada etapa da sua construção. Designer UX, Desenvolvedor Back-end e Desenvolvedor mobile são alguns dos profissionais que podem estar envolvidos no processo.

Se for seu primeiro app, você provavelmente estará desenvolvendo-o sozinho, mas tenha em mente que este é um trabalho que pode ser realizado em grupo. Com uma equipe de desenvolvedores, se ganha em tempo e qualidade.

Procure aprender sempre, participando de treinamentos, workshops e conhecendo os principais profissionais do mercado. Esteja, também, sempre atenta às últimas novidades do mercado, afinal já somamos mais de 120 milhões de smartphones ativos no Brasil. Seja um profissional completo para conseguir desenvolver os melhores apps.

Autor: Gustavo Torrente, S&M Manager da Quaddro – centro de treinamento focado no universo mobile, sendo seus carros-chefe cursos de desenvolvimento de aplicativos em sistemas iOS e Android.

Carregando...

Você pode se interessar

Por que eu decidi não migrar para o Windows 11 agora
Artigos
61 visualizações
Artigos
61 visualizações

Por que eu decidi não migrar para o Windows 11 agora

Carlos L. A. da Silva - 19 de outubro de 2021

O novo sistema operacional da Microsoft está entre nós, mas talvez não seja uma boa ideia pular de cabeça.

Enumerando e analisando mais de 40 implementações de JavaScript (que não são V8)
Artigos
205 visualizações
Artigos
205 visualizações

Enumerando e analisando mais de 40 implementações de JavaScript (que não são V8)

Carlos L. A. da Silva - 6 de outubro de 2021

V8 é o interpretador JavaScript, também chamado de máquina virtual Javascript, desenvolvido pela Google e utilizado em seu navegador Google Chrome. Com o peso de seus criadores e a quase onipresença do navegador, foi apenas uma questão de tempo para essa implementação do JavaScritp se tornar dominante no mercado. Entretanto, um bom desenvolvedor sabe que […]

Sir Clive Sinclair, o homem adiantado no tempo
Artigos
385 visualizações
Artigos
385 visualizações

Sir Clive Sinclair, o homem adiantado no tempo

Carlos L. A. da Silva - 18 de setembro de 2021

O inglês Clive Marles Sinclair nasceu de uma família de engenheiros. Seu avô foi engenheiro, assim como o seu pai. Com um talento natural pela Matemática e um forte interesse em eletrônica, ele se tornaria uma página importante da popularização da computação em diversas partes do mundo, construindo um legado que se perpetuará por anos […]

One Response

Deixe uma Resposta para B Cancelar resposta

Your email address will not be published.

Mais publicações

A cibersegurança por trás das vacinas
Artigos
484 visualizações
484 visualizações

A cibersegurança por trás das vacinas

Carlos L. A. da Silva - 7 de setembro de 2021
Top 25 comandos do Git
Artigos
618 visualizações
618 visualizações

Top 25 comandos do Git

Carlos L. A. da Silva - 28 de agosto de 2021
Dez anos de Kotlin: origens e futuro
Artigos
672 visualizações
672 visualizações

Dez anos de Kotlin: origens e futuro

Carlos L. A. da Silva - 20 de agosto de 2021