0 Compartilhamentos 242 Views

O que podemos aprender com a Coreia do Sul no mundo pós-Covid?

24 de agosto de 2020

Ainda é cedo para se pensar no cenário global pós-pandemia? Quando se fala em tecnologia de informação, não existe “cedo demais” e deve se debater agora a solução que será utilizada para forjar o amanhã.

Nessas condições, a Coreia do Sul está largando na frente mais uma vez. O país foi pioneiro no uso de tecnologia para controlar a Covid-19 em seu território desde janeiro desse ano. Agora, com a situação superada, a potência asiática está se preparando para uma nova realidade mundial, em que a inteligência nos processos será fundamental para evitar a crise e a recessão que estão vindo na esteira do vírus.

Em um documento de 198 páginas compartilhado com nações do mundo todo, a Coreia do Sul detalhou sua reação ao novo coronavírus desde o primeiro momento:

A República da Coreia tem enfatizado continuamente as capacidades de gestão de crises, bem como a resiliência do governo e da sociedade civil desde que lidou com a disseminação de doenças infecciosas doenças como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS) em 2003 e no Oriente Médio Respiratória Síndrome (MERS) em 2015. Além disso, o governo coreano tem se preparado para um imprevisível crise nacional através do estabelecimento de um sistema de prevenção e gestão de doenças infecciosas usando tecnologia de ICT a fim de realizar uma gestão de crise eficaz e execução de políticas eficiente.

Nessa crise do COVID-19, a disseminação do vírus para as comunidades locais, que estava se transformando em um grave situação, foi capaz de ser interrompida definindo “abertura”, “transparência” e “cooperação” com o sociedade civil como os princípios nacionais de resposta a desastres, e estabelecendo um sistema de teste-rastreamento-tratamento estratégico através da cooperação entre vários ministérios, governos locais e agências governamentais.

A resposta do governo foi: uso inteligente de tecnologias. A Coreia do Sul empregou sua ampla base de dispositivos móveis na sociedade para dar suporte a testes iniciais e rastreamento de contato. Redes de comunicação auxiliaram na divulgação de informações essenciais de emergência e ajudando a manter um grande distanciamento social. Além disso, informações atualizadas e resultados de testes foram publicados em sites de governos nacionais e locais. O governo também forneceu aplicativos gratuitos para smartphones que sinalizaram pontos de acesso de infecção com alertas de texto sobre testes e casos locais.

E o futuro?

O compromisso da Coreia do Sul com a tecnologia não termina com o controle da pandemia. O país está de olho no cenário que está começando a se estabelecer agora, em que novas relações globais serão estabelecidas. Novamente, a tecnologia terá um papel preponderante nas nações que não quiserem mergulhar em recessão.

A longo prazo, a Coreia do Sul estabeleceu o chamado New Deal, uma iniciativa sustentada em dois pilares: o Green Deal, que prevê crescimento sustentável de olho no meio ambiente, e o Digital Deal, que irá alavancar ainda mais os processos de economia digital.

Nas palavras do presidente Moon Jae-in:

Estamos buscando o Digital New Deal para liderar uma economia inovadora voltada para o futuro. Continuaremos com a transição acelerada para uma economia digital digitalizando extensivamente a infraestrutura nacional e, ao mesmo tempo, promovendo o ecossistema D.N.A (dados, network e AI) e as indústrias não presenciais.

O governo abrirá o caminho para o crescimento sustentável por meio do Green New Deal. Criaremos novos mercados, indústrias e empregos, respondendo ativamente às mudanças climáticas como um membro responsável da comunidade internacional.

Construiremos um ecossistema onde empreendimentos comerciais e startups se tornem os principais participantes de uma economia digital e melhoraremos a competitividade das indústrias principais por meio da inovação e da “smartização” da manufatura.

Os acertos praticados pela Coreia do Sul durante a pandemia são o prenúncio de uma estratégia que irá se repetir após a crise de saúde: uso inteligente de tecnologias de ponta em uma economia focada no digital.

Coreia do Sul… no Brasil

Felizmente, para aprender mais sobre as iniciativas da Coreia do Sul não é necessário viajar para o outro lado do planeta. Através da Kotra (Korea Trade-Investment Promotion Agency), está sendo organizado um webinar online que irá contar com convidados de peso discutindo temas pertinentes.

A Kotra é a agência de comércio internacional e investimentos da República da Coreia do Sul, subordinada ao Ministério do Comércio, Indústria e Energia. Ela é responsável pelo evento Korea Tech Forum 2020 e o tema é: “Indústrias no Cenário Pós COVID”.

Um time de palestrantes sul-coreanos irá abrilhantar a primeira sessão do webinar:

  • Changhoon Lee, Diretor Geral da Hyundai Robotics para a União Europeia, irá apresentar o conceito de Fábricas Inteligentes.
  • Sanghwa Song, professor da Universidade Nacional de Incheon, irá falar sobre a logística inteligente.
  • Jongho Kang, diretor de operações da Bespin Global, completará a primeira sessão falando sobre armazenamento na nuvem.

A segunda sessão do webinar será um grande debate sobre “O Que nos Espera no Cenário Pós COVID?”. A sessão contará com a presença de brasileiros de grandes instituições. Entre os convidados estão:

  • Rui Jonas Arle, da Napp Solutions
  • Gustavo Mirapalheta, da Fundação Getúlio Vargas
  • Marcelo Pedroso, da Universidade de São Paulo
  • Milton Daré Junior, da Talentu

Se você quer saber como será o futuro das tecnologias inteligentes no cenário global pós-Covid, a Coreia do Sul e a Kotra estão dispostos a te mostrar tudo isso de graça, pela internet, no dia primeiro de setembro. O webinar irá acontecer a partir das 16h no YouTube, gratuitamente.

 

Carregando...

Você pode se interessar

Adeus a Mandic, um dos “pais” da internet brasileira
Artigos
8 visualizações
Artigos
8 visualizações

Adeus a Mandic, um dos “pais” da internet brasileira

Carlos L. A. da Silva - 18 de maio de 2021

Aleksandar Mandic partiu em 6 de maio, mas seu legado seguirá conosco.

O que é o FLoC e como ele afeta sua privacidade na internet?
Artigos
191 visualizações
Artigos
191 visualizações

O que é o FLoC e como ele afeta sua privacidade na internet?

Carlos L. A. da Silva - 5 de maio de 2021

Federated Learning of Cohorts é uma API proposta pelo Google para substituir os cookies, mas ela também oferece problemas

Como planejar e construir um projeto de programação
Artigos
414 visualizações
Artigos
414 visualizações

Como planejar e construir um projeto de programação

Carlos L. A. da Silva - 19 de abril de 2021

O desenvolvedor full stack Peter Lynch revela seu método de preparação para qualquer projeto, de forma simples e direta para iniciantes e veteranos.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações