0 Compartilhamentos 170 Views

Quatro alternativas gratuitas ao Live Photo do iPhone

A Apple meio que surpreendeu todo mundo ao apresentar o recurso de Live Photos para o  iPhone 6S e 6S Plus no ano passado. E, até o momento, o recurso é “exclusivo” dos dispositivos, o que pode gerar uma certa frustração para quem não possui um dos smartphones da empresa.

Mas, afinal, o que são Live Photos? São imagens que se movem por alguns segundos e permitem capturar um momento mais longo ao invés de uma pose estática. Segundo a Apple, o aparelho grava 1,5 segundos da cena antes e depois da foto ser tirada e converte tudo para o formato.

Vamos combinar: são GIFs animados. Ou clipes de vídeo.

Se você achou essa funcionalidade interessante e gostaria de tê-la agora em seu aparelho, iOS, Android ou até Windows Phone, saiba que existem soluções muito similares e gratuitas disponíveis no mercado. Trazemos aqui quatro alternativas para você desfrutar das tais “fotos vivas” e ainda outras sugestões que realizam o mesmo trabalho.

1) GifBoom (Android | iOS)

gifboom

Uma vez que a novidade da Apple é muito similar a um GIF animado em loop, existem miríades de aplicativos para Android e iOS que permitem que você crie GIFs a partir de sua biblioteca de fotos. Uma das melhores opções é o GifBoom, que possibilita a criação de GIFs de até 60 segundos (20 vezes maiores que as Live Photos do iPhone…). Com o aplicativo, você pode utilizar fotos que você tirou anteriormente ou criar o GIF em tempo real a partir da sua câmera. O resultado pode ser compartilhado em outras redes sociais ou na rede própria do aplicativo.

GifBoom está disponível de graça para iPhones e dispositivos Android.

Uma opção para o GifBoom seria o Giphy.com, uma ferramenta web também gratuita e fácil de usar que permite que você pesquise em um gigantesco acervo de imagens mas também crie seus próprios GIFs.

Outra boa opção para o pessoal que usa Windows Phone é o aplicativo de criação de GIFs animados Moquu.

2) Fyuse (Android | iOS)

Fyuse se auto-descreve como um aplicativo de “fotografia espacial”. Não porque ele permita tirar fotos do espaço sideral, mas porque ele permite aos usuários capturar e compartilhar imagens animadas panorâmicas do espaço físico em que se encontram, inclusive selfies e imagens em 360º para dispositivos de Realidade Virtual. A cena se move na medida em que você gira o aparelho.

Com o Fyuse, as imagens também podem ser compartilhadas com os amigos no Facebook ou Twitter, além de outros usuários da rede social interna do próprio Fyuse.

O Fyuse está disponível de graça para iPhones e dispositivos Android.

Uma sugestão similar para a plataforma Android seria o Phogy, um aplicativo que também permite registrar fotos animadas que se movem quando o giroscópio do aparelho é acionado.

3) Vine (Android | iOS | Windows Phone)

Vamos dar crédito a quem merece: o Vine veio muito antes que o Live Photo. Para quem não conhece, o Vine é um aplicativo de compartilhamento de vídeo e rede social criado pelo Twitter. Ele permite que seus usuários gravem clipes de vídeos curtos em loop de até 6 segundos de duração.

Aqui, a câmera apenas grava enquanto a tela está sendo tocada. Esse diferencial permite que, sem nenhum aplicativo adicional, o usuário possa com um único dedo fazer uma edição rápida de suas filmagens em tempo real, crie efeitos de movimento e até ilusões de ótica. Basta saber usar.

Os clipes de vídeo, batizados de Vines podem ser compartilhados com outras pessoas no Facebook, Twitter ou dentro do próprio aplicativo, onde também é possível comentar, curtir e repassar outros clipes.

O Vine está disponível de graça para iPhones, Windows Phones e aparelhos Android.

4) Instagram (Android | iOS | Windows Phone)

E já que estamos falando de aplicativos de redes sociais que já são consagradas e que criam clipes de vídeo em loop, outra ótima opção é o Instagram, a rede de compartilhamento de fotos (e  vídeos) de propriedade do Facebook. A introdução de vídeos no Instagram aconteceu em 2013, pouco depois do surgimento do Vine, e hoje faz parte da estratégia global a longo prazo do Facebook de migrar seu conteúdo para o formato.

O funcionamento do aplicativo é similar ao do Vine, mas também permite que você capture fotos além da opção de criar vídeos de até 15 segundos de duração. Existe também a funcionalidade de de se aplicar filtros para sua imagem ou vídeo para criar um visual único. O resultado final, seja foto ou clipe de vídeo, pode ser compartilhado no Facebook, no Twitter ou com outros usuários do próprio Instagram.

O Instagram está disponível de graça para iPhones e dispositivos Android. Até recentemente o aplicativo estava disponível para Windows Phone, mas ainda não trazia a opção de produzir e compartilhar vídeos. A nova versão do Instagram para a plataforma trouxe a funcionalidade também para o Windows Phone.

Você pode se interessar

TypeScript // Dicionário do Programador
Vídeos
1,655 compartilhamentos6,807 visualizações
Vídeos
1,655 compartilhamentos6,807 visualizações

TypeScript // Dicionário do Programador

Thais Cardoso de Mello - 18 de março de 2019

TypeScript é o termo falado nesse Dicionário do Programador, conheça mais sobre o assunto.

Promoções de Jogos do Final de Semana (15/03)
Notícias
9 visualizações
Notícias
9 visualizações

Promoções de Jogos do Final de Semana (15/03)

Carlos L. A. da Silva - 15 de março de 2019

Confira as melhores ofertas de jogos de PC para o final de semana.

Mega Bate-Papo com o Programador BR (feat. Igor Oliveira) // CDF Entrevista
Vídeos
1,655 compartilhamentos6,812 visualizações
Vídeos
1,655 compartilhamentos6,812 visualizações

Mega Bate-Papo com o Programador BR (feat. Igor Oliveira) // CDF Entrevista

Thais Cardoso de Mello - 14 de março de 2019

Batemos um papo muito divertido e informativo com o Igor Oliveira (do canal Programador BR).

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

World Wide Web completa 30 anos!
Notícias
12 visualizações
12 visualizações

World Wide Web completa 30 anos!

Carlos L. A. da Silva - 12 de março de 2019
Ada Lovelace: o cérebro que nunca morre
Artigos
133 visualizações1
133 visualizações1

Ada Lovelace: o cérebro que nunca morre

Carlos L. A. da Silva - 12 de março de 2019
Scrum // Dicionário do Programador
Vídeos
14 visualizações
14 visualizações

Scrum // Dicionário do Programador

Thais Cardoso de Mello - 11 de março de 2019