0 Compartilhamentos 215 Views

The Witcher 3 (PC): capture lindas screenshots que podem ser usadas como wallpaper

1 de julho de 2015

Se você está jogando o espetacular RPG The Witcher 3: Wild Hunt, provavelmente já se deu conta de seus belíssimos gráficos e de seus cenários deslumbrantes, de tirar o fôlego.

O mais recente trabalho da polonesa CD Projekt RED é um verdadeiro colírio para os olhos (dentre outros atributos, é claro). O game é lindíssimo, envolvente, imersivo ao extremo. Seu enredo maduro e interessantíssimo consegue nos prender por horas e horas a fio. Brincando.

Seus personagens são muito bem construídos, a trama é fantástica, o belo mundo no qual o protagonista Geralt de Rivia perambula é bastante crível, ainda que duro e muitas vezes sujo e cruel (nenhuma semelhança com o “mundo real”, não é mesmo?).

Obs: clique em qualquer imagem abaixo para visualiza-la em tamanho maior.

[lightbox full=”https://www.codigofonte.com.br/wp-content/uploads/2015/07/The_Witcher_3_screenshot_15.jpg”]The Witcher 3 - Screenshot[/lightbox]

The Witcher 3 é um dos melhores exemplos de como a narrativa nos jogos eletrônicos evoluiu. De um game criado por uma desenvolvedora que respeita seus fãs. De como um jogo pode ser enorme e proporcionar centenas de horas de diversão e ainda assim não extorquir o jogador.

Os adjetivos que podemos aplicar a The Witcher 3 são inúmeros, e você mesmo pode contribuir para esta “lista”. O fato é que The Witcher 3 representa um novo patamar, um novo padrão em jogo eletrônico, que deve (ou deveria) ser seguido por qualquer desenvolvedora de agora em diante, e não somente no que diz respeito aos gráficos.

Bem, é totalmente natural que um jogo como este proporcione também um espetáculo visual. No PC, é claro, contamos com gráficos melhores e resoluções maiores, e mesmo com a tecnologia HairWorks desativada (supondo-se que você utilize uma placa de vídeo da Nvidia), os visuais são surpreendentes.

[lightbox full=”https://www.codigofonte.com.br/wp-content/uploads/2015/07/The_Witcher_3_screenshot_14.jpg”]The Witcher 3 - Screenshot[/lightbox]

Aliás, recomendamos a desativação do recurso, devido a problemas de performance. E, afinal, venhamos e convenhamos, cerca de 10-15 frames extras por segundo não é algo que deva ser dispensado, não é? E não, você não vai perceber diferenças/melhorias gritantes nos cabelos e nos pelos dos personagens do game se deixar o recurso ativado.

Voltando a falar dos gráficos do game, é muito provável que qualquer jogador no PC capture uma grande quantidade de screenshots. Batalhas, monstros, cidades (como a bela Novigrad, por exemplo), NPCs, florestas e construções representam e/ou fazem parte de verdadeiros campos de teste para escolhermos os melhores ângulos, enquadramentos, cenas. Acredite, é até mesmo difícil escolher o que capturar, tantas são as belezas apresentadas.

[lightbox full=”https://www.codigofonte.com.br/wp-content/uploads/2015/07/The_Witcher_3_screenshot_20.jpg”]The Witcher 3 - Screenshot[/lightbox]

Em um jogo assim, capturar screenshots é quase que uma obrigação, porém, dentro de pouco tempo você se verá com megabytes e mais megabytes (ou gigabytes) de imagens, uma mais bonita que a outra.

Mas, e se pudermos melhorar tudo isso? Capturar “fotos de tela” de The Witcher 3 sem o HUD, com bastante liberdade, indo para onde bem desejarmos, movimentando a câmera de maneira totalmente independente de Geralt? Sim, isto é possível.

[lightbox full=”https://www.codigofonte.com.br/wp-content/uploads/2015/07/The_Witcher_3_screenshot_08.jpg”]The Witcher 3 - Screenshot[/lightbox]

Outra grande vantagem do PC enquanto plataforma de games são os mods. Já existem diversos mods para o título, com diversas finalidades, e um deles possibilita a captura de lindas screenshots, de imagens que podem até mesmo serem utilizadas como wallpapers, posteriormente, livres de textos, diálogos e outros elementos na tela que prejudicam a visualização.

O mod “Debug Console Enabler” serve, basicamente, para ativar o debug console em The Witcher 3. Assim, o jogador pode executar uma série de comandos, com diversas finalidades. Alguns destes comandos podem ser utilizados para criar condições que permitam a captura de belíssimas imagens do jogo.

Imagens livres do HUD (heads-up display), livres de qualquer “interferência”, prontas para serem enviadas para sites de papel de parede, por exemplo, ou para serem usadas como papel de parede no seu próprio computador.

[lightbox full=”https://www.codigofonte.com.br/wp-content/uploads/2015/07/The_Witcher_3_screenshot_13.jpg”]The Witcher 3 - Screenshot[/lightbox]

Confira abaixo como instalá-lo:

Fazendo backup dos saves de The Witcher 3

1) Primeiro de tudo, para evitar qualquer problema, faça um backup de seus saves (um backup nunca é demais, como sabemos). Para isto, copie para um local seguro os arquivos localizados em “\Users\%USERNAME%\Documents\The Witcher 3\gamesaves”.

Onde “%USERNAME%” deve ser substituído pelo seu usuário do Windows.

Por exemplo:

C:\Users\usuario_teste\Documents\The Witcher 3\gamesaves

Copie todos os arquivos da pasta “\gamesaves” para um local seguro (um pendrive, um HD externo, um serviço de armazenamento na nuvem, etc). Se tiver qualquer dúvida ou problemas para localizar o diretório correto, simplesmente clique no botão “Iniciar” e digite “manualsave” ou “autosave” (sem aspas): assim, serão listados os arquivos de save do jogo, e clicando neles com o botão direito do mouse você pode usar a opção “Abrir local do arquivo” no menu de contexto para forçar a exibição da pasta na qual eles se localizam.

Instalando o mod “Debug Console Enabler” em The Witcher 3

2) Baixe o pacote de instalação do mod, através deste link. Na página, clique no link “debug-console-enabler-default” para iniciar o download. Vale lembrar que esta é a versão mais recente do mod (1.06).

Porém, caso seja necessário baixá-lo novamente no futuro, opte sempre pelas versões mais novas (verifique sempre a coluna com a data e a hora – neste caso, “12:16, 15 June 2015” – além da informação ref. à versão).

3) Após o download (arquivo “debug-console-enabler-default-143-1-06.zip”), descompacte o pacote e você obterá então alguns arquivos e uma pasta, conforme abaixo:

  • dsound.dll;
  • /plugins/debug-console-enabler.dll;

4) Copie os arquivos do mod (“dsound.dll” e a pasta “plugins”, com o arquivo “debug-console-enabler.dll” dentro dela) para a pasta “\bin\x64”, localizada no diretório principal do jogo. Por exemplo:

“Steam\steamapps\common\The Witcher 3\bin\x64”

5) Pronto. Você acabou de instalar o mod “Debug Console Enabler”;

Obs: conforme instruções do próprio desenvolvedor do mod, se depois dos procedimentos acima o game não iniciar, baixe e instale o “Visual C++ Redistributable Packages for Visual Studio 2013“, diretamente do site da Microsoft.

Se mesmo assim o game não iniciar, você deve remover os arquivos “dsound.dll” e “/plugins/debug-console-enabler.dll” (apague também a pasta “plugins”). Este procedimento na verdade representa a desinstalação do mod, e a partir daqui o jogo volta a funcionar.

Entretanto, se ainda assim você desejar usar o mod, busque ajuda na comunidade de desenvolvedores no Nexus.

Vale lembrar que em nossos testes tudo transcorreu perfeitamente (prova disso são as screenshots que ilustram este artigo, todas elas capturadas mediante o uso do “Debug Console Enabler” e especialmente para o presente tutorial).

Vale também lembrar que estamos falando a respeito de uma modificação não oficial. Sendo assim, todo o cuidado é pouco, e problemas os mais diversos podem acontecer. Não existem garantias, aqui.

Mas, se tudo correu bem (e você pode ter uma ideia do sucesso ou não da instalação caso o game inicie ou não, respectivamente), chegou a hora de usar o mod.

Capturando screenshots em The Witcher 3 com o mod “Debug Console Enabler”

6) Inicie o jogo e carregue seu save, normalmente (continue sua campanha). Vamos agora definir alguns ajustes para a captura de screenshots ainda mais interessantes (e bonitas).

7) Tecle F2 para abrir o debug console.

[lightbox full=”https://www.codigofonte.com.br/wp-content/uploads/2015/07/The_Witcher_3_Console.jpg”]The Witcher 3 - Console[/lightbox]

8) Digite “testpause” (sem aspas) e tecle <ENTER>. Tecle F2 novamente para esconder o console (você pode chamá-lo e escondê-lo à qualquer momento, com esta tecla de atalho). O comando “testpause” congela o tempo.

Observe que a partir de agora tudo foi congelado. É como se tudo tivesse entrado em pausa. Geralt ficou estático, gotas de chuva “param” no ar (caso esteja chovendo), a fumaça não mais sobe aos céus, NPCs são transformados em estátua, etc.

9) Tecle F1 para ativar a free camera (câmera livre). A partir de agora, você pode “passear” por todos os locais livremente, sem o protagonista. Para navegar, utilize os controles que usa normalmente para jogar, ou seja, W, A, S, D + mouse, ou então o controle do Xbox 360 plugado no PC.

10) Você pode ir a qualquer lugar, subir, descer, mover-se lateralmente, etc. Mantendo SHIFT pressionado (ou então o gatilho LT no controle do Xbox 360), você se movimenta mais rapidamente.

No teclado, “R” e “F” gira a câmera lateralmente (no controle do Xbox 360 obtemos o mesmo resultado se utilizarmos o d-pad: basta pressioná-lo para a esquerda ou para a direita). Para movimentar a câmera levemente na vertical, basta utilizar “Q” e “E”, no teclado.

11) Vamos agora esconder o HUD, para que as screenshots fiquem perfeitas. Desative a free camera (F1), chame novamente o console (F2), digite “dlgshow” (sem aspas) e tecle <ENTER>. Pressione F2 novamente para esconder o console e F1 para reativar a câmera livre. O comando “dlgshow” esconde o HUD, vale lembrar.

12) E agora é com você. Viaje para as diversas regiões de The Witcher 3, observe o cenário e capture lindas screenshots. Use o recurso de captura de tela do Steam (F12) ou então o software de sua preferência, como por exemplo FRAPS, PlayClaw ou Raptr.

Vale lembrar que você pode utilizar a free camera (F1) com o jogo congelado ou não (comando “testpause”). Aí é com você.

13) Para forçar a exibição do HUD novamente, digite o comando “dlghide” (sem aspas) no console, e tecle <ENTER>. E para descongelar tudo, use “testunpause” no console.

Obs: os comandos devem ser digitados com a free camera (F1) desativada, pois várias teclas/letras são usadas na movimentação.

E é isso. Esperamos que você tenha gostado. Só não vale reclamar com a gente se a partir de agora você “perder” muito mais tempo em The Witcher 3.

Até a próxima, e enquanto isso, fique com mais algumas imagens que capturamos com a ajuda deste ótimo mod (lembre-se, clique nelas para ampliar):

Você pode se interessar

TypeScript // Dicionário do Programador
Vídeos
1,655 compartilhamentos6,807 visualizações
Vídeos
1,655 compartilhamentos6,807 visualizações

TypeScript // Dicionário do Programador

Thais Cardoso de Mello - 18 de março de 2019

TypeScript é o termo falado nesse Dicionário do Programador, conheça mais sobre o assunto.

Promoções de Jogos do Final de Semana (15/03)
Notícias
9 visualizações
Notícias
9 visualizações

Promoções de Jogos do Final de Semana (15/03)

Carlos L. A. da Silva - 15 de março de 2019

Confira as melhores ofertas de jogos de PC para o final de semana.

Mega Bate-Papo com o Programador BR (feat. Igor Oliveira) // CDF Entrevista
Vídeos
1,655 compartilhamentos6,812 visualizações
Vídeos
1,655 compartilhamentos6,812 visualizações

Mega Bate-Papo com o Programador BR (feat. Igor Oliveira) // CDF Entrevista

Thais Cardoso de Mello - 14 de março de 2019

Batemos um papo muito divertido e informativo com o Igor Oliveira (do canal Programador BR).

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

World Wide Web completa 30 anos!
Notícias
12 visualizações
12 visualizações

World Wide Web completa 30 anos!

Carlos L. A. da Silva - 12 de março de 2019
Ada Lovelace: o cérebro que nunca morre
Artigos
133 visualizações1
133 visualizações1

Ada Lovelace: o cérebro que nunca morre

Carlos L. A. da Silva - 12 de março de 2019
Scrum // Dicionário do Programador
Vídeos
14 visualizações
14 visualizações

Scrum // Dicionário do Programador

Thais Cardoso de Mello - 11 de março de 2019