0 Compartilhamentos 479 Views

Como se proteger do ataque BlueKeep

A Microsoft corrigiu a vulnerabilidade que permite o ataque BlueKeep em Maio, durante a Patch Tuesday do mês. Ainda assim, segundo especialistas de segurança, existem aproximadamente um milhão de PCs suscetíveis à falha e a própria Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos (NSA) emitiu um alerta para a população para tentar conter uma eventual epidemia.

A NSA explica que “é provável que seja apenas uma questão de tempo até que um código de exploração remota esteja amplamente disponível para esta vulnerabilidade”. O temor agora é de uma propagação em larga escala como aconteceu com o WannaCry, permitindo que a falha de segurança seja utilizada para executar código malicioso e provoque contaminações em cascata, explorando outras vulnerabilidades. O comunicado informa que “a NSA incentiva todos a investirem tempo e recursos para conhecer sua rede e executar sistemas operacionais compatíveis com os patches mais recentes”.

A brecha está presente no Remote Desktop Protocol (RDP), utilizado para Serviços de Área de Trabalho Remota em versões mais antigas do Windows, como  Windows 2003, Windows XP, Windows 7, Windows Server 2008 e Windows 2008 R2. A falha de segurança permite a execução de código remoto sem autenticação e pode ser utilizada para distribuição de malware.

Blindando o sistema

Para os usuários e administradores dos sistemas operacionais afetados, é fundamental aplicar a correção oficial publicada pela Microsoft no CVE-2019-0708.

Tanto a Microsoft quanto a NSA também recomendam medidas paliativas que podem evitar o impacto dessa e de outras vulnerabilidades similares que podem atacar o RDP:

  1. Desabilite os Serviços de Área de Trabalho Remota, se eles não forem necessários.
  2. Habilite a NLA (Autenticação no Nível da Rede) em sistemas que executam edições com suporte do Windows 7, Windows Server 2008 e Windows Server 2008 R2
  3. Bloqueie a porta TCP 3389 no firewall do perímetro da empresa

 

Carregando...

Você pode se interessar

Por que eu decidi não migrar para o Windows 11 agora
Artigos
95 visualizações
Artigos
95 visualizações

Por que eu decidi não migrar para o Windows 11 agora

Carlos L. A. da Silva - 19 de outubro de 2021

O novo sistema operacional da Microsoft está entre nós, mas talvez não seja uma boa ideia pular de cabeça.

Enumerando e analisando mais de 40 implementações de JavaScript (que não são V8)
Artigos
227 visualizações
Artigos
227 visualizações

Enumerando e analisando mais de 40 implementações de JavaScript (que não são V8)

Carlos L. A. da Silva - 6 de outubro de 2021

V8 é o interpretador JavaScript, também chamado de máquina virtual Javascript, desenvolvido pela Google e utilizado em seu navegador Google Chrome. Com o peso de seus criadores e a quase onipresença do navegador, foi apenas uma questão de tempo para essa implementação do JavaScritp se tornar dominante no mercado. Entretanto, um bom desenvolvedor sabe que […]

Sir Clive Sinclair, o homem adiantado no tempo
Artigos
409 visualizações
Artigos
409 visualizações

Sir Clive Sinclair, o homem adiantado no tempo

Carlos L. A. da Silva - 18 de setembro de 2021

O inglês Clive Marles Sinclair nasceu de uma família de engenheiros. Seu avô foi engenheiro, assim como o seu pai. Com um talento natural pela Matemática e um forte interesse em eletrônica, ele se tornaria uma página importante da popularização da computação em diversas partes do mundo, construindo um legado que se perpetuará por anos […]

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

A cibersegurança por trás das vacinas
Artigos
507 visualizações
507 visualizações

A cibersegurança por trás das vacinas

Carlos L. A. da Silva - 7 de setembro de 2021
Top 25 comandos do Git
Artigos
646 visualizações
646 visualizações

Top 25 comandos do Git

Carlos L. A. da Silva - 28 de agosto de 2021
Dez anos de Kotlin: origens e futuro
Artigos
699 visualizações
699 visualizações

Dez anos de Kotlin: origens e futuro

Carlos L. A. da Silva - 20 de agosto de 2021