0 Compartilhamentos 593 Views

Pesquisa aponta que pouco mais da metade dos usuários utilizam redes sociais com fins corporativos

2 de outubro de 2013

Gráfico mostra utilizações mais comuns dadas para as redes sociais [fonte: Agência Ideal / ESET]

Gráfico mostra utilizações mais comuns dadas para as redes sociais [fonte: Agência Ideal / ESET]

Uma pesquisa realizada pela ESET América Latina revela que o uso das redes sociais para estudar e trabalhar se aproximou ao uso para entrar em contato com amigos e familiares. De acordo com o estudo, 51,4% dos usuários da região utilizam suas redes para fins corporativos.

Embora comunicação com amigos e família (85,6%) e estudo (53,6%) sejam as razões mais mencionadas de uso pelos usuários pesquisados, um pouco mais da metade (51,4%) compartilha dados corporativos e dizem que o uso para trabalho está como terceiro motivo mais importante. Isso mostra que as empresas e os usuários também utilizam as redes sociais para desenvolver suas tarefas diárias de trabalho.

Quando questionados sobre “que tipo de dados você compartilha em redes sociais?”, 49,1% dos entrevistados afirmaram que compartilham informações de trabalho comparados a 55,3% que enviam informações pessoais e 53,4% que publicam notícias.

No entanto, ainda que a utilização corporativa das redes sociais tenha pontos positivos, implementar políticas de segurança adequadas para limitar o uso dessa tecnologia nos meios empresariais é fundamental para resguardar os ativos mais importantes de todo negócio: a informação.

– Acreditamos que o posicionamento que as companhias devem adotar é de respeito ao uso livre de smartphones e redes sociais, e da mesma forma a empresa deverá avaliar os benefícios e riscos. Além disso, é imprescindível que independente de permitir ou restringir uso dessas tecnologias, se adotem medidas de segurança permanentes – afirma André Goujon, especialista de Awareness & Research da ESET América Latina.

No caso de a empresa permitir a utilização de dispositivos móveis para acessar redes sociais, a gestão de segurança implica na utilização de uma solução configurada adequadamente para as contas corporativas nas redes sociais.

Existem muitas ameaças que podem atacar usuários de redes sociais, entre elas códigos maliciosos, phishing, scam (fraudes), publicações/posts maliciosos e identidade falsa, entre outros. Prova disso é que 41,1% dos entrevistados afirmaram ter encontrado publicações suspeitas em suas contas.

– Não necessariamente se trata de um ataque, mas é importante ter cuidado com publicações estranhas e evitar clicar nos links desconhecidos. Por exemplo, existe um malware como o Dorkbot que utiliza o chat de conversação do Facebook para se propagar – afirmou Goujon.

Carregando...

Você pode se interessar

Influenciadores digitais que não existem
Artigos
80 visualizações
Artigos
80 visualizações

Influenciadores digitais que não existem

Carlos L. A. da Silva - 2 de dezembro de 2021

Na era da pós-verdade, influenciadores que não são reais estão ganhando espaço para uma multidão que quer ser influenciada

Pais criam aplicativo de código aberto melhor que o da escola, mas a polícia é acionada
Artigos
211 visualizações
Artigos
211 visualizações

Pais criam aplicativo de código aberto melhor que o da escola, mas a polícia é acionada

Carlos L. A. da Silva - 23 de novembro de 2021

Aplicativo oficial do sistema educacional da capital Suécia era ruim demais, mas a lei é a lei...

10 recursos HTML5 úteis que você pode não estar usando
Artigos
466 visualizações
Artigos
466 visualizações

10 recursos HTML5 úteis que você pode não estar usando

Carlos L. A. da Silva - 6 de novembro de 2021

O HyperText Markup Language nos acompanha desde os primórdios da web. É o seu tijolo mais básico. Podem surgir novas tecnologias, plugins, frameworks, conteúdo rico, mas o bom e velho HTML continua sendo a base de tudo e aprender seus mais profundos nuances é fundamental para os desenvolvedores. O HTML5 é a implementação atual da […]

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

O Metaverso está vindo?
Artigos
528 visualizações
528 visualizações

O Metaverso está vindo?

Carlos L. A. da Silva - 1 de novembro de 2021
Por que eu decidi não migrar para o Windows 11 agora
Artigos
635 visualizações
635 visualizações

Por que eu decidi não migrar para o Windows 11 agora

Carlos L. A. da Silva - 19 de outubro de 2021
Sir Clive Sinclair, o homem adiantado no tempo
Artigos
925 visualizações
925 visualizações

Sir Clive Sinclair, o homem adiantado no tempo

Carlos L. A. da Silva - 18 de setembro de 2021