0 Compartilhamentos 522 Views

ONU e Western Digital anunciam vencedores do desafio ‘Data for Climate Action’

30 de novembro de 2017

A Global Pulse, iniciativa de inovação das Nações Unidas para big data e dados científicos, e a Western Digital Corporation anunciaram as soluções vencedoras do desafio Data for Climate Action (D4CA).

O desafio, lançado no início de 2017, é uma competição focada em aproveitar dados científicos e big data para acelerar soluções climáticas.

“O crescimento do volume, velocidade, variedade e valor dos dados permitem possibilidades ilimitadas”, disse Dave Tang, vice-presidente sênior de marketing corporativo e comunicações da Western Digital. “Este desafio é apenas um exemplo de como podemos capturar, preservar, acessar e transformar todos os tipos de dados para desenvolver soluções para ajudar nossas comunidades e nosso planeta a prosperar”.

De acordo com Robert Kirkpatrick, diretor da UN Global Pulse, “as inovações inspiradoras que resultaram deste desafio são a prova do que podemos alcançar em soluções climáticas quando especialistas em clima, dados científicos e empresas trabalham em conjunto”.

“O sucesso deste desafio é um testemunho dos incansáveis esforços e compromisso das empresas com as quais trabalhamos, e, indo além, dos campeões em cada um deles. Se os setores público e privado podem trabalhar para replicar esses esforços em larga escala, existe um enorme potencial para inovação em todos os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”, acrescentou Kirkpatrick.

Mais de 450 equipes de cientistas especializados em dados e pesquisadores de 67 países se candidataram para participar do desafio. Desses, 97 semifinalistas trabalharam para desenvolver projetos de inovação usando conjuntos de dados e ferramentas de 11 empresas diferentes.

O Grande Prêmio foi conquistado pelo projeto Eletro-mobilidade: Limpando o ar da Cidade do México com grandes dados e política climática, resultado de uma pesquisa  organizada por uma equipe de pesquisadores da Universidade da Califórnia, Berkeley e do Instituto Nacional de Ecologia y Cambio Climático, sobre os padrões de tráfego da Cidade do México. A equipe analisou os dados do Waze para avaliar diferentes políticas de eletrificação do transporte, a fim de reduzir a poluição do ar e as emissões de gases de efeito estufa.

Outros projetos contemplados foram:

  • Previsão e Alívio de Inundações em Estradas para Mitigação Climática: Usando dados da operadora móvel Orange, uma equipe do Georgia Institute of Technology desenvolveu uma metodologia para construir a resiliência das redes rodoviárias no Senegal às inundações, o que também ajuda a priorizar as melhorias rodoviárias, mediante um orçamento determinado.
  • EMMA: monitoramento do ecossistema para aplicação de gerenciamento: Uma equipe da Universidade da Cidade do Cabo e da Universidade de Buffalo desenvolveram uma plataforma usando dados de satélites da Planet para prever e monitorar, em tempo real, o impacto dos incêndios florestais na Região Florista do Cabo da África do Sul.
  • Micro-migrações induzidas pela poluição do ar: impactos nas despesas do consumidor: Uma equipe da Universidade de Yale avaliou as mudanças nos padrões de gastos relacionados às mudanças na qualidade do ar na Espanha, usando dados de transações financeiras do BBVA Data and Analytics e dados meteorológicos da Earth Networks.
  • Uma metodologia para a otimização da época de semeadura de trigo no inverno: Usando dados meteorológicos, uma equipe com sede na Turquia desenvolveu uma metodologia para determinar a melhor época de semeadura de trigo no inverno no contexto da adaptação climática, que foi então visualizada usando ferramentas do Tableau.
  • Fisiologia urbana: um modelo espacial-temporal dinâmico das emissões de carbono urbanas para impulsionar a ação climática nas cidades: Combinando dados da Crimson Hexagon, Plume Labs e várias outras fontes, uma equipe da Universidade de Nova York criou um painel de controle que incorpora um modelo de alta resolução de hora em hora das emissões de carbono urbanas para ajudar a apoiar a tomada de decisões pelos formuladores de políticas urbanas.
Carregando...

Você pode se interessar

Influenciadores digitais que não existem
Artigos
79 visualizações
Artigos
79 visualizações

Influenciadores digitais que não existem

Carlos L. A. da Silva - 2 de dezembro de 2021

Na era da pós-verdade, influenciadores que não são reais estão ganhando espaço para uma multidão que quer ser influenciada

Pais criam aplicativo de código aberto melhor que o da escola, mas a polícia é acionada
Artigos
211 visualizações
Artigos
211 visualizações

Pais criam aplicativo de código aberto melhor que o da escola, mas a polícia é acionada

Carlos L. A. da Silva - 23 de novembro de 2021

Aplicativo oficial do sistema educacional da capital Suécia era ruim demais, mas a lei é a lei...

10 recursos HTML5 úteis que você pode não estar usando
Artigos
465 visualizações
Artigos
465 visualizações

10 recursos HTML5 úteis que você pode não estar usando

Carlos L. A. da Silva - 6 de novembro de 2021

O HyperText Markup Language nos acompanha desde os primórdios da web. É o seu tijolo mais básico. Podem surgir novas tecnologias, plugins, frameworks, conteúdo rico, mas o bom e velho HTML continua sendo a base de tudo e aprender seus mais profundos nuances é fundamental para os desenvolvedores. O HTML5 é a implementação atual da […]

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

O Metaverso está vindo?
Artigos
528 visualizações
528 visualizações

O Metaverso está vindo?

Carlos L. A. da Silva - 1 de novembro de 2021
Por que eu decidi não migrar para o Windows 11 agora
Artigos
635 visualizações
635 visualizações

Por que eu decidi não migrar para o Windows 11 agora

Carlos L. A. da Silva - 19 de outubro de 2021
Sir Clive Sinclair, o homem adiantado no tempo
Artigos
925 visualizações
925 visualizações

Sir Clive Sinclair, o homem adiantado no tempo

Carlos L. A. da Silva - 18 de setembro de 2021