0 Compartilhamentos 415 Views

YouTube Red: o que deu errado?

8 de novembro de 2016

Desde Outubro do ano passado, o YouTube colocou em funcionamento o YouTube Red, sua versão paga e com conteúdo exclusivo para assinantes. De lá para cá, a iniciativa não se tornou conhecida pelo sucesso…

O serviço segue com uma baixa taxa de adesão de usuários, pouco conteúdo que justifique a assinatura e fontes internas indicam que o próprio YouTube está insatisfeito com os resultados.

Criado para ser uma resposta do YouTube a outros serviços pagos, como o Hulu e o Netflix, um ano depois ele arregimentou apenas um milhão e meio de assinantes que pagam mensalidade, mais um milhão de usuários cadastrados para experimentar sem compromisso. Perto da marca de um bilhão de usuários da versão gratuita da plataforma de vídeos, parece que o serviço está encontrando dificuldades para convencer as pessoas a pagarem por conteúdo que foi “gratuito” (leia-se “sustentado por publicidade”) durante anos.

Um ano depois, YouTube Red continua restrito a quatro mercados: Estados Unidos, México, Austrália e Nova Zelândia. Esse fator pode explicar a baixa adesão ao sistema de assinaturas, mas também pode ser resultado da falta de confiança do YouTube em estender o serviço para outras regiões.

Em termos de conteúdo, até o final de 2016 a plataforma terá 20 séries e filmes originais para o Red. Destes, apenas 4 foram renovadas para o próximo ano. Apesar da adesão inferior ao esperado, produtores de conteúdo que aderiram à plataforma relatam um aumento significativo no número de assinantes e nas visualizações.

Oficialmente, o Google declarou que está “satisfeito com o embalo por trás do YouTube Red” e que está vendo um “crescimento sadio de membros a cada mês”, assim como “um forte engajamento com o serviço nos quatro países em que lançamos, levando-nos para mais séries originais e filmes para 2017”.  Ainda que os comentários nos bastidores digam o contrário, é certo que o Google não tem pressa e continuará apostando no serviço de assinatura para o ano que vem.

Carregando...

Você pode se interessar

Como cortar texto sem usar uma linha de script
Dicas
6 visualizações
Dicas
6 visualizações

Como cortar texto sem usar uma linha de script

Carlos L. A. da Silva - 11 de janeiro de 2021

Conheça o poder da propriedade text-overflow no CSS e nunca mais edite strings no braço.

Como começar a programar
Artigos
14 visualizações
Artigos
14 visualizações

Como começar a programar

Carlos L. A. da Silva - 7 de janeiro de 2021

Então, você quer entrar nessa vida? A decisão é sua, mas nós podemos te ajudar com os primeiros passos.

Como cancelar qualquer conta online para sempre
Dicas
17 visualizações
Dicas
17 visualizações

Como cancelar qualquer conta online para sempre

Carlos L. A. da Silva - 30 de dezembro de 2020

Que tal fazer uma limpeza nas suas contas inativas ou finalmente largar aquela rede social que só dá desgosto?

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

Retrospectiva (positiva) de 2020
Artigos
19 visualizações
19 visualizações

Retrospectiva (positiva) de 2020

Carlos L. A. da Silva - 29 de dezembro de 2020
O que seria internet quântica?
Artigos
20 visualizações
20 visualizações

O que seria internet quântica?

Carlos L. A. da Silva - 23 de dezembro de 2020
Como fazer uma árvore de Natal… com CSS!
Dicas
27 visualizações
27 visualizações

Como fazer uma árvore de Natal… com CSS!

Carlos L. A. da Silva - 21 de dezembro de 2020
Promoções de Jogos do Final de Semana (18/12) – Edição Natalina
Notícias
31 visualizações
31 visualizações

Promoções de Jogos do Final de Semana (18/12) – Edição Natalina

Carlos L. A. da Silva - 18 de dezembro de 2020