0 Compartilhamentos 812 Views 1 Comments

7 motivos para o .NET ser a melhor plataforma

31 de março de 2018

A competição sempre foi dura para a Microsoft para convencer o coração dos programadores. Enquanto nos escritórios e nos lares, seu sistema operacional e seu pacote de ferramentas de produtividade desfrutaram e desfrutam uma hegemonia incontestável, em outras áreas nunca foi assim.

Quando lançou a plataforma .NET, a empresa pretendia oferecer uma solução completa e integrada, do ASP.NET no frontend até o SQL Server nos bastidores e isso alavancou sua presença no mercado, embora nunca tenha conquistado a unanimidade.

Mas, muitos anos se passaram, a Microsoft se atrasou para a explosão dos dispositivos móveis, e plataformas de código aberto se tornaram uma alternativa bastante sólida. Será que o .NET ainda é a melhor solução para desenvolvimento? Esse artigo vai oferecer 7 motivos que mostram porque a plataforma continua sendo poderosa e não pode ser descartada em prol de novidades supostamente milagrosas e modismos de ocasião.

1) Simplicidade

A Microsoft não chegou aonde chegou sem oferecer soluções fáceis de implementar. Essa filosofia está presente, por exemplo, na forma como a plataforma .NET implementa as Web APIs. Elas permitem com algumas linhas de configuração que seja possível se conectar com serviços HTTP na web com muita facilidade, sem abrir mão da segurança e dos padrões estabelecidos no mercado.

Essa simplicidade da plataforma ainda tem a vantagem de ser opcional: se você é um desenvolvedor avançado e sua aplicação clama por um controle mais rígido e customizado para sua API, a Microsoft trouxe desde 2006 o poder do Windows Communication Foundation (WCF). O recurso traz uma ampla gama de possibilidades, com behaviorsendpoints e bindings que permitem serializar dados, rotear mensagens, usar conexão ponto a ponto e enfileiramento.

Combinando Web API e WCF, a plataforma .NET consegue entregar simplicidade para quem precisa de uma solução em minutos sem abrir mão da complexidade de quem busca maior controle sobre seu cenário.

2) Compromisso

Quem critica a Microsoft costuma apontar o fato da empresa descontinuar produtos, como se outras empresas também não encerrassem o desenvolvimento de soluções pouco utilizada. Entretanto, vale ressaltar que a Microsoft estende seu suporte por tempo suficiente para que desenvolvedores migrem suas tecnologias no ritmo que lhes for conveniente e o nome disso é compromisso.

Vejamos o caso do mal-sucedido Silverlight. Ele se tornou obsoleto em uma era que descartou o próprio Flash e abraçou dispositivos móveis e frameworks de JavaScript com força total. Embora o Silverlight não seja mais uma alternativa palatável para front-end, a Microsoft se comprometeu a oferecer suporte ao modelo até 2021.

Em outras palavras, embora ninguém possa prever o dia de amanhã, o certo é que a plataforma .NET, em todo ou em suas partes, continuará recebendo a atenção da Microsoft por anos a fio mesmo que seja descontinuada amanhã (o que, convenhamos, é extremamente improvável).

3) Evolução

O fato da Microsoft manter a plataforma estável ao longo de todos esses anos não implica que ela tenha se mantido estática. Embora algumas partes da plataforma .NET permaneceram resistentes ao teste do tempo, outras partes se adaptaram com louvor ao dinamismo das tecnologias.

O exemplo mais claro dessa evolução está presente no ASP.NET, antes uma solução que empurrava o desenvolvedor para se ajustar aos seus moldes (entenda-se “adotar Web Forms”) e agora um framework baseado em MVC muito mais flexível, mas sem perder uma infraestrutura robusta para autenticação. Hoje em dia dia, a plataforma se integra com suavidade com tecnologias externas como Bootstrap e AngularJS, e se comunicando com a comunidade de código-aberto, abandonando aquela mentalidade monolítica da Microsoft do passado.

4) Suporte

Nenhum desenvolvedor é uma ilha de sabedoria e sempre chega aquele momento em que uma ajuda é necessária. Felizmente, não faltam caminhos para se conseguir ajuda quando se trata da plataforma .NET. Desenvolvida a partir da experiência real de desenvolvedores e pensada para desenvolvedores, a Microsoft sempre estimulou que seus criadores e funcionários compartilhassem conhecimento fosse através de artigos, seminários online, postagens em blogs e whitepapers. O resultado é uma vasta biblioteca disponível para qualquer um através dos canais oficiais, como a MSDN.

Essa fonte de informação é complementada por uma comunidade ativa que fortalece o ecossistema da plataforma, seja nos fóruns, em redes de desenvolvedores ou sites especializados.

Além desses caminhos, o desenvolvedor pode contar também com o próprio suporte dos produtos que compõem a plataforma .NET.

5) Testabilidade

Testar antes de alterar, testar antes de implementar, testar antes de lançar são tarefas inalienáveis na vida de qualquer desenvolvedor que se preze e a Microsoft sabe disso. Pensando nessa realidade, a plataforma .NET possui recursos nativos que permitem executar testes nas soluções de forma segura e transparente.

O ASP.NET MVC possui mecanismos para lidar com dependências de forma a não quebrar a aplicação com o todo. Além disso, a plataforma facilita e muito a execução de testes ao separar a implementação da interface, permitindo isolar o ambiente de testes. Até mesmo o SQL Server, do lado do banco de dados, possui ferramentas específicas para realização de testes na camada das stored procedures de uma forma que não coloque em risco o trabalho todo.

6) Visual Studio

No centro de tudo .NET está o Visual Studio. Mas não seria errado afirmar que no centro de tudo relacionado à programação pode estar também o Visual Studio. Com o tempo e a quebra da mentalidade monotemática da Microsoft, sua principal ferramenta passou a se integrar com praticamente toda e qualquer linguagem disponível no mercado, se tornando o IDE definitivo.

Exagero? Do desenvolvimento em banco de dados através do SQL Server Data Tools até mesmo desenvolvimento para plataformas móveis como iOS e Android usando Xamarin, o Visual Studio tem uma resposta para quase todos os cenários. A Microsoft enxergou o poder desse “canivete suíço” e turbinou ainda mais sua utilidade integrando a ferramenta também com sua plataforma de nuvem, a Azure. O resultado é um pacote de desenvolvimento que não encontra mais rival.

7) Resiliência

Se nenhuma das justificativas acima te convencerem do poder da plataforma .NET como solução de desenvolvimento, é importante ressaltar que ela tem mais de 15 anos de evoluções nas costas e já foi testada e aprovada em uma vasta variedade de cenários. Não é por acaso que até mesmo empresas rivais como a Oracle lançam componentes que adotam o managed code do .NET para fazer uma interface com seus produtos. Com a abertura do código em 2015, a expectativa é que a plataforma permaneça no mercado por pelo menos mais 15 anos.

Carregando...

Você pode se interessar

Enumerando e analisando mais de 40 implementações de JavaScript (que não são V8)
Artigos
158 visualizações
Artigos
158 visualizações

Enumerando e analisando mais de 40 implementações de JavaScript (que não são V8)

Carlos L. A. da Silva - 6 de outubro de 2021

V8 é o interpretador JavaScript, também chamado de máquina virtual Javascript, desenvolvido pela Google e utilizado em seu navegador Google Chrome. Com o peso de seus criadores e a quase onipresença do navegador, foi apenas uma questão de tempo para essa implementação do JavaScritp se tornar dominante no mercado. Entretanto, um bom desenvolvedor sabe que […]

Sir Clive Sinclair, o homem adiantado no tempo
Artigos
342 visualizações
Artigos
342 visualizações

Sir Clive Sinclair, o homem adiantado no tempo

Carlos L. A. da Silva - 18 de setembro de 2021

O inglês Clive Marles Sinclair nasceu de uma família de engenheiros. Seu avô foi engenheiro, assim como o seu pai. Com um talento natural pela Matemática e um forte interesse em eletrônica, ele se tornaria uma página importante da popularização da computação em diversas partes do mundo, construindo um legado que se perpetuará por anos […]

A cibersegurança por trás das vacinas
Artigos
445 visualizações
Artigos
445 visualizações

A cibersegurança por trás das vacinas

Carlos L. A. da Silva - 7 de setembro de 2021

Vacinas contra o coronavírus contam com aparato sofisticado de cibersegurança que bateu de frente com tentativa de ação de hackers.

One Response

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

Top 25 comandos do Git
Artigos
583 visualizações
583 visualizações

Top 25 comandos do Git

Carlos L. A. da Silva - 28 de agosto de 2021
Dez anos de Kotlin: origens e futuro
Artigos
629 visualizações
629 visualizações

Dez anos de Kotlin: origens e futuro

Carlos L. A. da Silva - 20 de agosto de 2021
10 jogos que todo programador deveria conhecer
Artigos
997 visualizações
997 visualizações

10 jogos que todo programador deveria conhecer

Carlos L. A. da Silva - 1 de agosto de 2021