0 Compartilhamentos 124 Views

O que você precisa saber sobre o Pix

16 de setembro de 2020

A partir de 16 de novembro desse ano, a forma como realizamos pagamentos eletrônicos e transferências poderá ser radicalmente modificada graças a um novo modelo mais transparente, mais prático e mais instantâneo: o Pix.

O Pix é uma marca criada pelo Banco Central e apresentada ao público em fevereiro de 2020. De acordo com a definição oficial,  tratam-se de “transferências monetárias eletrônicas nas quais a transmissão da ordem de pagamento e a disponibilidade de fundos para o usuário recebedor ocorrem em tempo real e cujo serviço está disponível durante 24 horas por dia, sete dias por semana e em todos os dias no ano. As transferências ocorrem diretamente da conta do usuário pagador para a conta do usuário recebedor, sem a necessidade de intermediários, o que propicia custos de transação menores”.

O cadastro espontâneo de usuários começa no dia 5 de outubro, mas os consumidores ainda tem muitas dúvidas sobre como o sistema irá funcionar. Reunimos aqui alguns tópicos que podem ajudá-lo a decidir a melhor forma de usufruir da novidade em breve.

Vantagens do Pix

Pense em realizar uma transferência para qualquer banco, a partir do banco que você escolher, em apenas dez segundos, no máximo? Com o Pix, isso não apenas será possível como também poderá ser realizado a qualquer hora do dia, em qualquer dia da semana, inclusive feriados. Apenas esse detalhe já torna o novo modelo superior aos tradicionais Transferência Eletrônica Disponível (TED) e Documento de Ordem de Crédito (DOC). E ainda existe a vantagem adicional dessa transferência ser realizada livre de taxas para o consumidor.

Além disso, o Pix poderá ser utilizado também como forma de pagamento instantâneo, funcionando como substituto do boleto, cartão de débito e crédito. Esse sistema será adotado nos principais comércios, sites de e-commerce e máquinas de pagamento, que passarão a oferecer o Pix como opção.

A partir de 2021, a proposta é utilizar o Pix também como uma forma de saque eletrônico. Nessa modalidade, o usuário poderá se dirigir a qualquer estabelecimento comercial e solicitar um saque. Será gerado um código de pagamento na mesma hora. O usuário realiza o pagamento pelo Pix, efetivamente transferindo dinheiro para a conta do estabelecimento, e recebe dinheiro em espécie do caixa da loja.

Desvantagens do Pix

A agilidade do processo vai exigir o dobro de atenção dos usuários. Afinal, o dinheiro é transferido na hora. Quem paga deve conferir os dados de quem recebe antes de confirmar a operação, assim como o valor. Uma vez efetivada a transação, não há possibilidade no sistema de cancelamento ou estorno.

A partir do momento que o Pix permite operações usando identificações do dia a dia, como número de CPF ou telefone, um simples erro pode resultar em uma transferência completada para uma conta que não era aquela planejada. A única saída seria negociar com quem recebeu a devolução do valor.

Importante: Pix não é um aplicativo e nem é uma conta digital

Como toda novidade, principalmente uma que envolve a vida financeira de todo mundo, haverá golpes preparados para explorar o desconhecimento das pessoas sobre o Pix. É importante então ficar alerta para ofertas de “baixe o aplicativo” ou “abra aqui sua conta Pix”.

Pix não é um aplicativo. A opção de utilizar o Pix irá aparecer nos aplicativos de bancos e carteiras digitais que os usuários já possuem hoje. Ele será oferecido tão somente como uma opção adicional na hora de fazer transferências ou pagamentos.

O Pix não é uma forma de conta digital e não é necessário “criar” um Pix. Todas as instituições financeiras, como bancos ou serviços de carteiras digitais (incluindo fintechs como o PicPay ou Mercado Pago), com mais de 500 mil contas são obrigados por resolução do Banco Central a disponibilizar essa modalidade para seus clientes. O processo de homologação interna das instituições termina em 5 de outubro e, a partir desta data, os usuários poderão aderir consensualmente ao serviço junto aos bancos ou carteiras digitais de sua preferência.

Como funcionam as chaves de endereçamento do Pix

A parte mais complexa do Pix são as chamadas “chaves de endereçamento”. Para entender como funcionam precisamos imaginá-las como uma espécie de URL. A partir da chave de endereçamento do pagador, é possível saber de onde o dinheiro está vindo. A partir da chave de endereçamento do recebedor, é possível saber para onde o dinheiro está indo.

Existem quatro tipos diferentes de chaves de endereçamento que podem ser associadas a uma conta bancária ou carteira digital:

  • O CPF do usuário;
  • Um endereço de e-mail do usuário;
  • Um telefone de contato do usuário;
  • Uma sequência aleatória de letras, símbolos e números.

As primeiras três opções representam a simplicidade do serviço. Na prática, basta saber o CPF ou um endereço de e-mail ou um número de telefone para realizar uma transferência ou pagamento para outro usuário. Para aqueles que desejam manter sua privacidade, há a opção de se adotar a sequência aleatória, que terá a mesma função.

Pessoas físicas podem ter até cinco chaves de endereçamento vinculadas, enquanto pessoas jurídicas tem um limite maior e podem chegar a 20 chaves de endereçamento.

O vínculo entre uma chave de endereçamento e a respectiva conta bancária ou carteira digital é uma iniciativa que precisa ser adotada pelo próprio cliente. Não é possível a adesão automática e tampouco é permitido que um banco ou qualquer outra instituição financeira faça esse cadastro em nome de seus clientes.

Por causa dessa cláusula, empresas estão mobilizando seus clientes através de boletins, informes e “pré-cadastros” para que eles não se esqueçam das adesões. É importante lembrar que a vinculação das chaves de endereçamento só pode ser realizada a partir do dia 5 de outubro.

O critério de distribuição das chaves de endereçamento é de inteira responsabilidade do usuário. Desta forma, um cliente pode associar seu CPF, endereço de email e telefone de contato todos em um único banco ou conta, mas também pode distribuir todas as chaves de endereçamento a que tem direito em diferentes instituições financeiras.

Essa vinculação não é imutável. De acordo com o estabelecido pelo Banco Central, é possível fazer a “portabilidade” das chaves, desde que sejam obedecidas algumas normas e horários. Caberá ao usuário excluir as chaves anteriores junto a suas instituições financeiras e cadastrar as novas.

Como funcionam os códigos QR no Pix

Outra novidade do Pix são os códigos QR que serão adotados. Na prática, nem é uma novidade: trata-se apenas de uma nova forma de codificação para pagamentos, como os antigos códigos de barra de boletos. Esses códigos são gerados automaticamente por algoritmos e trazem informações como valor a ser pago e identificação do recebedor

 

Carregando...

Você pode se interessar

Quanto ganha um programador? Confira uma das maiores pesquisas salariais realizadas no Brasil
Notícias
7 visualizações
Notícias
7 visualizações

Quanto ganha um programador? Confira uma das maiores pesquisas salariais realizadas no Brasil

Redação - 23 de fevereiro de 2021

O Canal Código Fonte TV realizou uma pesquisa salarial com mais de 11 mil programadores brasileiros. Entre os dados coletados é possível analisar a média salarial por: tecnologia, idade, gênero, região, entre muitos outros insights.

Seus dados vazaram. E agora?
Artigos
10 visualizações
Artigos
10 visualizações

Seus dados vazaram. E agora?

Carlos L. A. da Silva - 19 de fevereiro de 2021

Seus dados pessoais foram vazados e essa é uma verdade praticamente inevitável. A meta agora é minimizar os possíveis danos e cobrar autoridades.

Entendendo o elemento time em HTML 5
Artigos
17 visualizações
Artigos
17 visualizações

Entendendo o elemento time em HTML 5

Carlos L. A. da Silva - 5 de fevereiro de 2021

O tempo não para, já dizia a canção. E o tempo também faz parte de um conjunto de tags HTML que podem ser muito úteis no seu projeto.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

Como cortar texto sem usar uma linha de script
Dicas
22 visualizações
22 visualizações

Como cortar texto sem usar uma linha de script

Carlos L. A. da Silva - 11 de janeiro de 2021
Como começar a programar
Artigos
29 visualizações
29 visualizações

Como começar a programar

Carlos L. A. da Silva - 7 de janeiro de 2021
Como cancelar qualquer conta online para sempre
Dicas
31 visualizações
31 visualizações

Como cancelar qualquer conta online para sempre

Carlos L. A. da Silva - 30 de dezembro de 2020
Retrospectiva (positiva) de 2020
Artigos
35 visualizações
35 visualizações

Retrospectiva (positiva) de 2020

Carlos L. A. da Silva - 29 de dezembro de 2020