0 Compartilhamentos 1174 Views

Aprenda a gravar a tela de seu smartphone ou tablet Android (sem root)

16 de julho de 2015

Aplicativos para gravação de tela, screencast, screen recording, captura de screenshots ou fotos de tela: eles existem aos montes nos computadores. Existem opções e versões desenvolvidas para Windows, OS X e Linux.

Já nos smartphones e tablets não é bem assim, e as poucas opções existentes exigem a utilização de tecnologias proprietárias (como o AirPlay em sistemas Apple, por exemplo) ou então a realização de gambiarras e/ou procedimentos complexos que podem inclusive implicar na perda da garantia (se for o caso) do dispositivo.

No Android, podemos gravar a tela de diversas maneiras, mas quase todas elas exigem que façamos root no dispositivo. Mas veja bem, eu disse “quase”, pois existe um aplicativo gratuito, extremamente prático e muito fácil de usar, que permite a gravação de tela sem a necessidade de root.

ilos Screen Recorder - Gravação tela - Android

O “ilos Screen Recorder” pode ser baixado gratuitamente no Google Play. Vale ressaltar, entretanto, que ele somente funciona no Android 5.0 Lollipop. Portanto, caso o seu dispositivo utilize uma outra versão do sistema operacional do robozinho verde, não prossiga (ou então o atualize, se possível).

Instalando

Utilizar o ilos é bastante simples. Baixe-o através do Google Play e dentro de poucos minutos você estará gravando vídeos de gameplay de seus games favoritos ou então a tela de seu smartphone para demonstrar algum aplicativo. Você poderá gravar, na verdade, tudo o que acontece na tela de seu dispositivo.

Utilizando o “ilos Screen Recorder”

Ao acessar a app pela primeira vez, você será redirecionado ao site do desenvolvedor, para um rápido registro. Feito o registro, realize login normalmente no aplicativo e então você poderá utilizá-lo normalmente.

Iniciar a gravação é bem simples: toque no link “Capture” (no canto superior direito) e, na próxima tela, em “Start capture”. O aplicativo solicitará então a sua permissão para começar a gravar tudo o que é exibido em tela: confirme, clicando em “Iniciar agora”.

ilos Screen Recorder - Gravação tela - Android

Em seguida, uma pequena janela será exibida na parte superior da tela. O ilos está pronto. Toque em “Start”: à partir daí, tudo o que você fizer está sendo gravado:

ilos Screen Recorder - Gravação tela - Android

Você pode até mesmo conferir se o aplicativo está gravando. Para isto, abra o painel de notificações do Android e veja aí o tempo transcorrido da gravação:

ilos Screen Recorder - Gravação tela - Android

Finalizar uma gravação também é bem simples: retorne ao “ilos Screen Recorder” (pode ser até mesmo através do painel de notificações) e toque em “Stop capture” (também no canto superior direito). O aplicativo exibirá logo em seguida o vídeo recém gravado (no formato MP4), e as seguintes operações são então permitidas:

  • Salvar na galeria do aparelho;
  • Apagar o vídeo;
  • Compartilhar (via Facebook, e-mail, Bluetooth, WhatsApp, Google+, Instagram, Twitter e mais uma série de outros canais, redes e alternativas);
  • Realizar upload para o site ilos videos;

ilos Screen Recorder - Gravação tela - Android

Sobre o upload para o site “ilos videos”, trata-se de um serviço adicional e gratuito oferecido pela desenvolvedora, parte de uma suíte que também engloba um software para captura de tela em computadores.

Vale lembrar que o aplicativo Android, o software para desktops e até mesmo o upload para os servidores da desenvolvedora (até 10 vídeos na modalidade gratuita), bem como a edição simples dos vídeos e a obtenção de um código embed para incorporação em sites e blogs, também fazem parte do pacote gratuito. A empresa possui, no entanto, outras modalidades de serviços, pagos e opcionais, os quais podem ser visualizados em seu próprio website.

A ilos também oferece um serviço gratuito bem interessante, através do qual é possível gerar um GIF animado à partir dos vídeos enviados. Para isto, acesse o painel de administração (após o login no site), e vá em “More ==> Generate GIF” (não deixe também de conferir esta outra dica, aqui mesmo no Código Fonte, para trabalhar com GIFS animados).

Sobre a gratuidade

À parte disto tudo e das diferenças entre o plano gratuito e os pagos, é importante ressaltar o seguinte: você não paga nada para baixar e utilizar o aplicativo, nem tampouco para gravar a tela do seu smartphone ou tablet. Os vídeos gravados permanecem no seu dispositivo, e você pode compartilhá-los e fazer com eles o que bem desejar. Você também pode gravar quantos vídeos desejar, sem limites.

ilos Screen Recorder - Gravação tela - Android

Finalizando

Você também pode alterar a resolução dos vídeos, antes de cada gravação. Para isto, no ilos, toque em “Capture”. Antes de iniciar a gravação (antes de tocar em “Start capture”), vá em “Options” e escolha a opção desejada (1280×720 10 fps, 1920×1080 10 fps ou 1920×1080 a 30 frames por segundo).

ilos Screen Recorder - Gravação tela - Android

Nesta mesma área de configuração você pode também definir se deseja gravar o áudio do microfone (record microphone audio) e se gostaria de exibir os toques na tela (show touches) na gravação.

Como você pôde perceber, este é um aplicativo cuja utilização é extremamente simples. Lembre-se, apenas, de que ele roda apenas no Android Lollipop (lembre-se também de que, neste caso, não é necessário fazer root no seu aparelho).

Finalmente, uma observação importante: uma vez iniciada a gravação pela app, tudo o que acontece na tela de seu dispositivo é gravado. Portanto, tome as devidas precauções para não exibir/gravar e compartilhar nenhum tipo de informação confidencial.

Carregando...

Você pode se interessar

Por que eu decidi não migrar para o Windows 11 agora
Artigos
100 visualizações
Artigos
100 visualizações

Por que eu decidi não migrar para o Windows 11 agora

Carlos L. A. da Silva - 19 de outubro de 2021

O novo sistema operacional da Microsoft está entre nós, mas talvez não seja uma boa ideia pular de cabeça.

Enumerando e analisando mais de 40 implementações de JavaScript (que não são V8)
Artigos
231 visualizações
Artigos
231 visualizações

Enumerando e analisando mais de 40 implementações de JavaScript (que não são V8)

Carlos L. A. da Silva - 6 de outubro de 2021

V8 é o interpretador JavaScript, também chamado de máquina virtual Javascript, desenvolvido pela Google e utilizado em seu navegador Google Chrome. Com o peso de seus criadores e a quase onipresença do navegador, foi apenas uma questão de tempo para essa implementação do JavaScritp se tornar dominante no mercado. Entretanto, um bom desenvolvedor sabe que […]

Sir Clive Sinclair, o homem adiantado no tempo
Artigos
413 visualizações
Artigos
413 visualizações

Sir Clive Sinclair, o homem adiantado no tempo

Carlos L. A. da Silva - 18 de setembro de 2021

O inglês Clive Marles Sinclair nasceu de uma família de engenheiros. Seu avô foi engenheiro, assim como o seu pai. Com um talento natural pela Matemática e um forte interesse em eletrônica, ele se tornaria uma página importante da popularização da computação em diversas partes do mundo, construindo um legado que se perpetuará por anos […]

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

A cibersegurança por trás das vacinas
Artigos
510 visualizações
510 visualizações

A cibersegurança por trás das vacinas

Carlos L. A. da Silva - 7 de setembro de 2021
Top 25 comandos do Git
Artigos
651 visualizações
651 visualizações

Top 25 comandos do Git

Carlos L. A. da Silva - 28 de agosto de 2021
Dez anos de Kotlin: origens e futuro
Artigos
703 visualizações
703 visualizações

Dez anos de Kotlin: origens e futuro

Carlos L. A. da Silva - 20 de agosto de 2021