0 Compartilhamentos 66 Views

Como (e por quê) incorporar um arquivo ads.txt no seu site

10 de novembro de 2017

Recentemente, o Interactive Advertising Bureau (IAB) e o Google estabeleceram um norma que permite declarar quem está autorizado a vender publicidade em cada site, para combater falsos revendedores.

Esse método implica no armazenamento de um arquivo chamado vendedores digitais autorizados, ou simplesmente ads.txt. O uso do arquivo visa tornar a relação “publishers x revendedores” mais transparente e segura, de modo que seja possível verificar qual revendedor está autorizado a usar espaço do website para uso de publicidade programática.

De acordo com a IAB, sites que não se adequarem podem ter redução em receita e o Google confirma: “a declaração de vendedores autorizados pode ajudar você a receber valores de anunciantes que teriam sido destinados a inventários falsificados”. Confira o vídeo produzido pelo Google:

Então é melhor arregaçar as mangas e preparar o arquivo, mesmo que seu site não utilize revendedores.

Como fazer?

Crie esse documento como um arquivo de texto (.txt) e hospede-o no seu domínio de nível raiz (por exemplo, https://example.com/ads.txt).

Você deve incluir uma linha separada no arquivo para cada vendedor autorizado. Cada linha na lista ads.txt de um editor exige três conjuntos de dados obrigatórios nos seguintes moldes:

<Campo #1>, <Campo #2>, <Campo #3>

<Campo #1>: nome de domínio do sistema de publicidade. Para as contas de editor do Google, o nome do domínio é sempre google.com. Outras redes publicitárias apresentarão nomes de domínio diferentes.

<Campo #2>: ID da conta do editor. Esse é o código identificador associado à conta do vendedor/revendedor dentro do sistema de publicidade especificado no campo anterior. Para contas de editor do Google, use o ID do editor que é exibido em cada uma delas (por exemplo, pub-0000000000000000).

<Campo #3>: tipo de conta/relacionamento. Esse campo aceita dois parâmetros distintos.

  • Pode receber um valor ‘DIRECT‘ quando o editor (proprietário do conteúdo) controla diretamente a conta indicada (geralmente, isso representa um contrato comercial direto entre o editor e o sistema de publicidade. Os editores do Google que controlam diretamente a conta indicada no campo anterior devem especificar ‘DIRECT’.
  • Pode receber um  ‘RESELLER‘ quando o editor autorizou outra entidade a controlar a conta exibida no campo anterior a revender o espaço para anúncios por meio do sistema no campo #1. Os editores do Google que não controlam diretamente a conta indicada no campo #2 devem especificar ‘RESELLER’.

Existe também um quarto parâmetro opcional, que é oID de autoridade de certificação. Trata-se de um ID que identifica de forma exclusiva o sistema de publicidade dentro de uma autoridade de certificação.

Exemplos:

Um ads.txt para um webmaster que vende publicidade diretamente em seu próprio website, usando o Google AdSense, teria uma única linha no arquivo:

google.com, pub-0000000000000000, DIRECT

Um ads.txt para um webmaster que vende publicidade diretamente em seu próprio website e também através de parceiros ou revendedores, usando o Google AdSense, teria mais de uma linha no arquivo:

google.com, pub-0000000000000000, DIRECT
google.com, pub-0000000000000000, RESELLER

(perceba que o código de editor do AdSense precisa ser customizado nos exemplos acima)

Você pode se interessar

Servidores dedicados – Review
Artigos
11 visualizações
Artigos
11 visualizações

Servidores dedicados – Review

Redação - 15 de agosto de 2018

Vamos conversar um pouco sobre os servidores dedicados? Vamos aproveitar e apresentar pra você o servidor do próprio Código Fonte.

Promoções de Jogos do Final de Semana (10/08)
Notícias
13 visualizações
Notícias
13 visualizações

Promoções de Jogos do Final de Semana (10/08)

Carlos L. A. da Silva - 10 de agosto de 2018

Confira as melhores ofertas de jogos de PC para o final de semana.

Como apagar tuítes antigos gratuitamente
Dicas
12 visualizações
Dicas
12 visualizações

Como apagar tuítes antigos gratuitamente

Carlos L. A. da Silva - 8 de agosto de 2018

Se arrependimento matasse… mas é possível excluir mensagens antigas e até programar postagens temporárias com a ferramenta certa e bom senso.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

FreeDOS: a iniciativa que não deixa o DOS morrer
Artigos
17 visualizações
17 visualizações

FreeDOS: a iniciativa que não deixa o DOS morrer

Carlos L. A. da Silva - 4 de agosto de 2018
Promoções de Jogos do Final de Semana (03/08)
Notícias
19 visualizações
19 visualizações

Promoções de Jogos do Final de Semana (03/08)

Carlos L. A. da Silva - 3 de agosto de 2018
Como programar o desligamento do Windows
Dicas
20 visualizações
20 visualizações

Como programar o desligamento do Windows

Carlos L. A. da Silva - 31 de julho de 2018