0 Compartilhamentos 153 Views

Como evitar que a bateria do seu laptop gaste muito rápido

18 de janeiro de 2018

Se a energia do seu laptop sempre acaba quando você mais precisa e não tem nenhuma tomada por perto, você precisa entender que a culpa possivelmente é da tela.

Por padrão, seu sistema operacional, seja Mac ou Windows, vem configurado de fábrica para oferecer aquela imagem brilhante, nítida e altamente consumidora de energia que te convenceu a comprar esse modelo específico. Mas, na hora do “vamos ver”, são essas configurações que drenam sua bateria mais rápido do que poderia ser.

Vamos oferecer algumas mudanças que podem reduzir o consumo de energia e consequentemente fazer seu laptop durar mais fora da tomada.

Gerenciando Consumo de Energia da Tela no macOS X

Abra o menu Preferências do Sistema, clique no ícone Monitores. Na aba Monitor você pode arrastar o controlador de Brilho para ajustar o brilho do monitor. Quanto menos brilho, menor o consumo de energia e menos stress é colocado em sua vista.

Entretanto, se você estiver trabalhando ao ar livre, com luz do Sol ou em outro ambiente ultra-iluminado, esse ajuste na verdade vai atrapalhar sua visibilidade.

Se você possuir um computador com sensor de luz ambiente, é possível selecionar a opção para ativar o sensor de luz ambiente. Desta forma, o monitor ajusta automaticamente o brilho para corresponder ao nível de iluminação atual.

É importante destacar que, se o seu laptop precisa ficar ligado mas você não está necessariamente trabalhando nele, pode ser interessante programá-lo para desativar por completo o monitor quando você não estiver usando. Isso pode ser realizado no Economizador de Energia em Preferências do Sistema. É possível definir quanto tempo o Mac deve aguardar até que ele coloque a tela em modo de repouso. Isso interrompe o sinal de vídeo para telas internas e externas. No caso de telas integradas e telas da Apple, isso também significa que a luz de fundo no LCD será desligada para economizar energia.

Ao colocar a tela em repouso, ela escurece ou desliga, mas os aplicativos permanecem ativos. Para despertar a tela, mova o mouse, toque no trackpad ou pressione uma tecla do teclado.

Outra boa opção para quem tem mais de um chip gráfico no notebook é manter selecionada a opção Troca de gráficos automática. Com isso, o sistema utilizará o chip gráfico integrado para realizar tarefas, como edição de textos, a fim de economizar energia. Para tarefas que exigem mais recursos, como jogar ou compactar vídeos, o macOS alterna automaticamente para outro chip gráfico mais complexo.

Gerenciando Consumo de Energia da Tela no Windows 10

Opções similares podem ser encontradas no Windows 10 em Configurações | Sistema | Energia e Suspensão. Além de poder escolher o tempo que demora para desligar a tela automaticamente, também é possível acessar por aqui as Configurações de energia adicionais. Certifique-se de escolher a opção Economia de Energia se quiser estender o tempo de carga da bateria ou Equilibrado se precisar de desempenho e redução de consumo de energia ao mesmo tempo.

Ainda assim, você pode ajustar manualmente o Brilho da tela, indo em Configurações | Sistema | Tela. Desative Alterar o brilho automaticamente quando a iluminação mudar, e use o controle deslizante para definir o nível de brilho desejado.

Por padrão, a economia de bateria é ativada quando o nível da bateria fica abaixo de 20%, mas você pode ajustar o nível nas configurações de bateria em Configurações | Sistema | Bateria.

Dicas Extras

De nada adianta economizar no consumo de energia do monitor se o teclado do seu laptop também é iluminado com luz traseira. Certifique-se de desligar as luzes quando não estiver precisando. Embora essa configuração possa variar de modelo para modelo, em notebooks da Apple esse controle pode ser encontrado em Preferências do Sistema, clicando em Teclado.

A mesma orientação também vale para periféricos que não são necessários ou mesmo smartphones plugados na entrada USB para carregar. Se é fundamental manter o laptop funcionando e não há tomadas por perto, desconecte tudo que for possível.

Outra medida extrema é desativar redes Wi-Fi e Bluetooth se não houver utilidades para ela no momento. Os adaptadores de rede estão constantemente sondando a presença de redes próximas e isso consome energia. Se o seu trabalho é offline, não há necessidade desse consumo adicional.

Você pode se interessar

Revolução: cinco anos de Satya Nadella no comando da Microsoft
Artigos
8 visualizações
Artigos
8 visualizações

Revolução: cinco anos de Satya Nadella no comando da Microsoft

Carlos L. A. da Silva - 18 de fevereiro de 2019

Como o novo CEO mudou completamente a percepção pública da Microsoft e conduziu a empresa para uma posição mais amigável na indústria.

Redux // Dicionário do Programador
Vídeos
5 visualizações
Vídeos
5 visualizações

Redux // Dicionário do Programador

Thais Cardoso de Mello - 18 de fevereiro de 2019

Redux é o termo falado nesse Dicionário do Programador, conheça mais sobre o assunto.

Promoções de Jogos do Final de Semana (15/02)
Notícias
14 visualizações
Notícias
14 visualizações

Promoções de Jogos do Final de Semana (15/02)

Carlos L. A. da Silva - 15 de fevereiro de 2019

Confira as melhores ofertas de jogos de PC para o final de semana.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

Como salvar seus dados do Google Plus
Dicas
11 visualizações
11 visualizações

Como salvar seus dados do Google Plus

Carlos L. A. da Silva - 15 de fevereiro de 2019
Reagindo a Vagas de Emprego para Programadores // Vlog React #89
Vídeos
1,655 compartilhamentos6,812 visualizações
1,655 compartilhamentos6,812 visualizações

Reagindo a Vagas de Emprego para Programadores // Vlog React #89

Thais Cardoso de Mello - 14 de fevereiro de 2019
Manifesto Ágil: Tipos de demanda e classes de serviço
Artigos
16 visualizações
16 visualizações

Manifesto Ágil: Tipos de demanda e classes de serviço

Plataformatec - 12 de fevereiro de 2019
Mark Zuckerberg conseguiu destruir o Google Plus
Artigos
35 visualizações
35 visualizações

Mark Zuckerberg conseguiu destruir o Google Plus

Carlos L. A. da Silva - 11 de fevereiro de 2019