0 Compartilhamentos 1327 Views 2 Comments

Usando o Google Translate para transformar texto em arquivos de áudio

18 de março de 2015

Transformar texto em áudio, em arquivos de áudio que podem ser reutilizados em vários softwares, não é uma tarefa difícil hoje em dia. Esta tarefa geralmente é realizada por programas especializados, programas text-to-speech, que realizam a conversão do texto digitado em áudio.

O famoso físico Stephen Hawking faz uso de tecnologia semelhante. Incapaz de se comunicar verbalmente (uma das consequências de sua doença degenerativa, ALS – Amyotrophic Lateral Sclerosis / ELA – Esclerose lateral Amiotrófica), Hawking utiliza um sintetizador de voz cuja última versão foi desenvolvida pela Intel.

Mas esta tecnologia também é utilizada em outras áreas. Sintetização de voz e transformação de texto digitado em áudio também é algo que pode ser utilizado na criação de animações, em aplicativos multimídia, para a criação de avatares, por exemplo, de desenhos animados, com ou sem sincronia labial.

Microfone

Uma apresentação, por exemplo, no Powerpoint, no Camtasia Studio ou em outros aplicativos semelhantes, pode ser bastante enriquecida com a adição de voz. Um apresentador virtual (um personagem qualquer, um avatar), que recite o texto, com detalhes, ou até mesmo narrando todo o vídeo, pode tornar um tutorial ou a apresentação de um produto muito mais atraente.

Bem, esta dica também pode ser utilizada para outras finalidades, claro. Simples brincadeiras: você pode simplesmente fazer com que o Google Translate “diga” qualquer frase, para usar em [insira_seu_objetivo_aqui].

Transformando texto em áudio com o Google Translate

O Google Translate é uma ferramenta que pode ser usada para transformar texto em áudio, em arquivos .MP3 que posteriormente podem ser importados em uma infinidade de programas. Uma solução auxiliar que pode ajudar bastante os produtores de conteúdo que desejam enriquecer seus vídeos com vozes (artificiais).

Google Translate

Vale mencionar logo de início as limitações do serviço; elas estão ligadas à quantidade de caracteres que podem ser narrados, por vez. O limite é de 100 (cem) caracteres, mas nada impede que você digite/cole o texto aos poucos e vá gerando pequenos arquivos de áudio. Depois, todos eles podem ser importados em sequência e sem problemas, no aplicativo de sua preferência.

Para o procedimento, tenha em mãos o texto que deseja converter em áudio, e utilize a URL abaixo, específica para text-to-speech:

http://translate.google.com/translate_tts?tl=[idioma]&q=[digite o texto que será convertido aqui]

É bastante simples. Basta inserir o texto que deseja converter no lugar de “[digite o texto que será convertido aqui]” e substituir “[idioma]” pelo idioma desejado. Clique no exemplo abaixo para ouvir a frase (usando o idioma português = pt):

http://translate.google.com/translate_tts?tl=pt&q=No Código Fonte: Usando o Google Translate para transformar texto em arquivos de áudio

Você pode também usar o player abaixo:

Vale lembrar que o áudio pode ser gerado/transformado em todos os idiomas suportados pelo Google Translate. Isto pode ser visualizado através do próprio site do serviço, em ambos os campos (“origem” e “destino”). Tanto o texto original quanto o traduzido, por exemplo, podem ser ouvidos. Basta clicar no pequeno ícone do auto falante:Google TranslateNo exemplo acima, podemos tanto ouvir “Código Fonte”, em português, quanto “Source Code“, em inglês. Podemos também alterar o idioma para alemão, espanhol, etc. As possibilidades são bem grandes, aqui.

Na criação da URL personalizada, defina o idioma desejado através do trecho “tl=[idioma]”. Por exemplo:

  • tl=pt = português;
  • tl=en = inglês;
  • tl=fr = francês;
  • tl=de = alemão;
  • tl=es = espanhol;
  • tl=it = italiano;
  • E assim por diante. Os idiomas disponíveis podem ser consultados aqui.

Tanto o idioma quanto o sotaque são alterados automaticamente.

Para baixar o arquivo .MP3 com o áudio gerado (trata-se do mesmo procedimento adotado para a geração do áudio acima – veja o player), siga os passos abaixo:

1) Utilize a URL de conversão de texto para áudio do Google Translate. Simplesmente digite-a/cole-a na barra de endereços de seu navegador, realizando os devidos ajustes, conforme suas necessidades:

Google Translate

2) Em seguida, tecle <ENTER>.  Você ouvirá o áudio automaticamente (lembre-se de não ultrapassar o limite de 100 caracteres), e um player será exibido em tela, através do qual é possível ouvir tudo novamente.

3) Clique em qualquer lugar do player de áudio com o botão direito do mouse;

4) Escolha a opção “Salvar áudio como”;

Google Translate

5) Salve o arquivo normalmente em seu computador, para utilizá-lo no aplicativo de sua preferência;

Uma ferramenta online para facilitar o procedimento

Também é possível realizar o input de dados de outra maneira. Uma maneira mais simplificada, digamos, sem a utilização da URL text-to-speech do Google Translate.

O “Listen” é um serviço gratuito. Através dele, qualquer texto digitado/colado é transformado em áudio, através de uma API do Google Translate. O resultado também pode ser baixado, em um arquivo .MP3.

O serviço, no entanto, gera o áudio apenas em inglês. Ele também conta com a mesma limitação de 100 (cem) caracteres. Caso o seu projeto possa passar por cima destas limitações, use sem medo. Em caso contrário, opte pela URL personalizada.

Clique aqui para utilizar o Listen

Finalizando

A conversão de texto em arquivos de áudio pelo Google Translate pode ajudar a deixar seus vídeos, apresentações e demais projetos relacionados mais chamativos. Um apresentador virtual nunca é demais, e mesmo que a única voz disponível soe bastante artificial, robótica, ainda assim o resultado é interessante.

Usando a tecnologia você pode eliminar gastos com dublagem, com voice over, por exemplo. Você também pode inserir narrações mais profissionais em seus projetos, sem ter de utilizar sua própria voz (algo muito útil principalmente se você não possui experiência na área).

Carregando...

Você pode se interessar

Por que eu decidi não migrar para o Windows 11 agora
Artigos
119 visualizações
Artigos
119 visualizações

Por que eu decidi não migrar para o Windows 11 agora

Carlos L. A. da Silva - 19 de outubro de 2021

O novo sistema operacional da Microsoft está entre nós, mas talvez não seja uma boa ideia pular de cabeça.

Enumerando e analisando mais de 40 implementações de JavaScript (que não são V8)
Artigos
247 visualizações
Artigos
247 visualizações

Enumerando e analisando mais de 40 implementações de JavaScript (que não são V8)

Carlos L. A. da Silva - 6 de outubro de 2021

V8 é o interpretador JavaScript, também chamado de máquina virtual Javascript, desenvolvido pela Google e utilizado em seu navegador Google Chrome. Com o peso de seus criadores e a quase onipresença do navegador, foi apenas uma questão de tempo para essa implementação do JavaScritp se tornar dominante no mercado. Entretanto, um bom desenvolvedor sabe que […]

Sir Clive Sinclair, o homem adiantado no tempo
Artigos
428 visualizações
Artigos
428 visualizações

Sir Clive Sinclair, o homem adiantado no tempo

Carlos L. A. da Silva - 18 de setembro de 2021

O inglês Clive Marles Sinclair nasceu de uma família de engenheiros. Seu avô foi engenheiro, assim como o seu pai. Com um talento natural pela Matemática e um forte interesse em eletrônica, ele se tornaria uma página importante da popularização da computação em diversas partes do mundo, construindo um legado que se perpetuará por anos […]

2 Responses

  1. Olá Marcos
    Teria algum problema legal utilizar num app android o audio mp3 gerado a partir de um audio TTS do Google Tradutor ou Bing tradutor?
    Tenho um projeto e gostaria de incorporar nele uma voz (SDK ou API) para que lesse TTS hebraico e inglês. Como é difícil de encontrar algo assim gratuito, principalmente o hebraico, pensei na possibilidade de colocar audio em mp3 gerado pelo Bing, ou Google.
    Obrigado

    Resposta

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

A cibersegurança por trás das vacinas
Artigos
529 visualizações
529 visualizações

A cibersegurança por trás das vacinas

Carlos L. A. da Silva - 7 de setembro de 2021
Top 25 comandos do Git
Artigos
670 visualizações
670 visualizações

Top 25 comandos do Git

Carlos L. A. da Silva - 28 de agosto de 2021
Dez anos de Kotlin: origens e futuro
Artigos
723 visualizações
723 visualizações

Dez anos de Kotlin: origens e futuro

Carlos L. A. da Silva - 20 de agosto de 2021