0 Compartilhamentos 467 Views

Hackers chineses roubaram dados de 4,5 milhões de pacientes em hospitais dos EUA

18 de agosto de 2014

A Community Health Systems, uma grande empresa norte americana fornecedora de serviços de saúde, foi atacada por hackers chineses durante os meses de Abril a Junho deste ano. Ela se refere ao grupo de atacantes como “Advanced Persistent Threat”, e chama bastante a atenção o fato de que este mesmo nome já foi utilizado durante o ano passado pela empresa de segurança Mandiant para descrever “uma unidade do Exército Chinês acusada de atacar as redes de grupos de empresas britânicas, canadenses e americanas“.

A Community Health Systems opera 206 hospitais em 29 estados da Terra do Tio Sam, sendo que a maioria deles se localiza em áreas rurais. O ataque sofrido resultou no comprometimento de informações de identificação não médicas de 4,5 milhões de pacientes, e englobou registros de pessoas que foram atendidas pela organização nos últimos 5 anos.

Assim que detectou o problema, a organização de saúde contratou a Mandiant, e esta, por sua vez, não deixou claro (ou não quis divulgar) se o ataque é obra do mesmo grupo supostamente ligado ao Exército Chinês ou se estamos falando a respeito de outro grupo de hackers chineses utilizando táticas semelhantes.

cybercrime

Mas é digno de nota o fato de que um relatório da empresa de segurança do ano passado documenta a operação de um grupo chamado Unit 61398, provavelmente chinês, o qual é descrito como uma “unidade de guerra cibernética militar“.

Este grupo é acusado de atacar redes de cerca de 141 empresas ou organizações, e a coisa fica pior ainda. O Unit 6139 estava em busca de informações bastante importantes: “planos de desenvolvimento de produtos, técnicas de produção, planos de negócios e mensagens de e-mail de altos executivos. Tudo isto, pelo que parece, seria então fornecido a empresas chinesas, com objetivos mais do que óbvios.

A China, obviamente, nega tudo. Mas devido ao grande nível de detalhes do relatório da Mandiant, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos indiciou cinco membros do Unit 61398, e isto, claro, fez com que as relações diplomáticas entre Estados Unidos e China ficassem ainda piores.

A empresa de segurança não relacionou os ataques que visavam obter informações comerciais aos ataques contra os hospitais norte americanos, e aí fica uma grande dúvida: qual a intenção destes hackers nos hospitais? Sabe-se que eles não roubaram informações médicas: teria sido, portanto, algo direcionado a outros tipos de informação? Dados sensíveis como por exemplo aqueles relacionados a cartões de crédito? Mas por que atacar redes de hospitais?

E os ataques a empresas, em busca de informações comerciais? Estaria o mesmo grupo de hackers, portanto, diversificando sua área de atuação, visando atender a um número maior de “clientes”, oferecendo dados de diferentes tipos?

Carregando...

Você pode se interessar

Por que eu decidi não migrar para o Windows 11 agora
Artigos
76 visualizações
Artigos
76 visualizações

Por que eu decidi não migrar para o Windows 11 agora

Carlos L. A. da Silva - 19 de outubro de 2021

O novo sistema operacional da Microsoft está entre nós, mas talvez não seja uma boa ideia pular de cabeça.

Enumerando e analisando mais de 40 implementações de JavaScript (que não são V8)
Artigos
217 visualizações
Artigos
217 visualizações

Enumerando e analisando mais de 40 implementações de JavaScript (que não são V8)

Carlos L. A. da Silva - 6 de outubro de 2021

V8 é o interpretador JavaScript, também chamado de máquina virtual Javascript, desenvolvido pela Google e utilizado em seu navegador Google Chrome. Com o peso de seus criadores e a quase onipresença do navegador, foi apenas uma questão de tempo para essa implementação do JavaScritp se tornar dominante no mercado. Entretanto, um bom desenvolvedor sabe que […]

Sir Clive Sinclair, o homem adiantado no tempo
Artigos
395 visualizações
Artigos
395 visualizações

Sir Clive Sinclair, o homem adiantado no tempo

Carlos L. A. da Silva - 18 de setembro de 2021

O inglês Clive Marles Sinclair nasceu de uma família de engenheiros. Seu avô foi engenheiro, assim como o seu pai. Com um talento natural pela Matemática e um forte interesse em eletrônica, ele se tornaria uma página importante da popularização da computação em diversas partes do mundo, construindo um legado que se perpetuará por anos […]

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

A cibersegurança por trás das vacinas
Artigos
493 visualizações
493 visualizações

A cibersegurança por trás das vacinas

Carlos L. A. da Silva - 7 de setembro de 2021
Top 25 comandos do Git
Artigos
628 visualizações
628 visualizações

Top 25 comandos do Git

Carlos L. A. da Silva - 28 de agosto de 2021
Dez anos de Kotlin: origens e futuro
Artigos
682 visualizações
682 visualizações

Dez anos de Kotlin: origens e futuro

Carlos L. A. da Silva - 20 de agosto de 2021