0 Compartilhamentos 531 Views 3 Comments

5 dicas para se tornar um desenvolvedor de Kotlin

5 de setembro de 2017

O que talvez pudesse ser encarada como uma curiosidade, uma linguagem emergente entre tantas outras, mudou radicalmente em Maio deste ano: o Google anunciou que Kotlin se tornaria uma linguagem oficial da plataforma Android.

É um reconhecimento merecido para a linguagem de programação criada pela JetBrains e a consolidação de uma parceria forte entre o Google e a empresa, além de um grito de alforria do vetusto Java. Se a linguagem desenvolvida pela Sun trouxe o Android até esse momento, certamente será o Kotlin que o levará além, até por que a Oracle, herdeira da Sun, segue brigando com o Google a respeito do Java. É a oportunidade perfeita para desenvolvedores e iniciantes mergulharem de cabeça em um novo horizonte enquanto ele ainda está sendo construído.

Embora esse artigo não tenha a pretensão de ensinar a você como programar em Kotlin, nosso objetivo é apontar a direção certa para mergulhar de cabeça na linguagem.

1) Introdução ao Kotlin

kotlin-dev

Embora aqui mesmo no Código Fonte nós tenhamos uma categoria dedicada ao Kotlin, ela ainda é bastante limitada em conteúdo e pode, e deve, ser complementada com fontes adicionais.

Então, o caminho mais óbvio para dar os passos iniciais na linguagem é através do site oficial administrado pela Jet Brains. No endereço é possível encontrar um guia prático para iniciantes, com as noções iniciais da sintaxe e acesso a um editor online para praticar em tempo real, com uma vasta seleção de exercícios. Para quem deseja uma abordagem mais passo a passo, o site oficial também conta com tutoriais específicos, divididos em áreas de conhecimento.

É possível também pular etapas e ir direto para toda a documentação técnica oficial da plataforma (PDF). Para quem deseja acompanhar as novidades na linguagem, assim como dicas e oportunidades, o blog oficial é um excelente canal de comunicação.

Para quem tem interesse em aprender Kotlin especialmente para a plataforma Android, uma boa fonte de consulta é o guia oficial da plataforma para Kotlin, que fornece um ponto de partida para o aprendizado mais focado.

De qualquer forma, é necessário ter conhecimento de inglês, como acontece na maioria dos casos para quem deseja aprender uma linguagem de programação. Sendo uma linguagem relativamente nova, é raro encontrar material disponível em nosso idioma.

2) Cursos Online Econômicos

Quer você seja um autodidata ou não, um bom curso pode ajudar a iniciar sua caminhada em uma nova caminhada, afiar os conhecimentos que você já tem ou mesmo ensinar truques e meandros da linguagem que você não havia percebido. Em muitos casos, nem precisa gastar muito dinheiro:

3) Ferramentas

kotlin-android

A ferramenta certa para a tarefa certa é fundamental para se aventurar em uma nova linguagem de programação. Felizmente, apesar da jovem idade, já existe todo um ecossistema de programas focados para desenvolvedores de Kotlin:

  • Android Studio: Esse é o editor básico da plataforma, com suporte oficial ao Kotlin. Gratuito.
  • Eclipse: Outro poderoso IDE para se trabalhar com a linguagem, uma vez instalado o plugin de suporte. Gratuito.
  • InteliJ IDEA:   Editor oficial da Jet Brains. Com versões gratuita e profissional.
  • Kanvas: editor alternativo, leve e altamente customizável. Gratuito.
  • Kotlin for Vim: plugin para suporte a Kotlin no Vim. Gratuito.
  • Kotlin Sublime Text 2 Package: plugin para suporte a Kotlin no Visual Studio Code. Gratuito.
  • VS Code Kotlin: plugin para suporte a Kotlin no Vim. Gratuito.
  • Atom Kotlin: plugin para suporte a Kotlin no Atom. Gratuito.
  • NppExtension: plugin para suporte a Kotlin no notepad++. Gratuito.
  • Kotlin for Textmate: plugin para suporte a Kotlin no Textmate. Gratuito.
  • Spek: Um framework de especificação para o Kotlin. Gratuito.
  • Detekt : analisador de código estático para Kotlin. Gratuito.
  • Dokka: ferramenta de documentação. Gratuito.
  • Kscript: utilitários de script para Kotlin. Gratuito.
  • KotlinW: ferramenta de compilação que pode ser utilizada para executar scripts .kts. Gratuito.
  • TornadoFX: framework de JavaFX de desktop para Kotlin. Gratuito.
  • Fuel: biblioteca de rede HTTP para Kotlin/Android. Gratuito.
  • Klutter: coleção de bibliotecas com diferentes utilidades. Gratuito.
  • Kotlift: tradutor de código que converte de Kotlin para Swift. Gratuito.

4) Livros Recomendados

Ninguém tem um computador na cabeça e um bom livro sobre uma linguagem de programação pode funcionar tanto como uma fonte inicial de aprendizado, como uma constante fonte de referência. Confira nossa lista de recomendações para Kotlin:

5) Comunidades de Desenvolvedores

kotlin

Interagir com a comunidade de desenvolvedores que já tem experiência na linguagem ou com outros iniciantes com as mesmas dúvidas e descobertas também é um caminho fundamental para aprender sobre Kotlin, além de uma ótima oportunidade de estabelecer laços profissionais e pessoais duradouros. Confira algumas das melhores comunidades relacionadas a Kotlin na web:

Você pode se interessar

Que fim levou o Windows Phone?
Artigos
4 visualizações
Artigos
4 visualizações

Que fim levou o Windows Phone?

Carlos L. A. da Silva - 6 de abril de 2020

A longa história de estratégias equivocadas da Microsoft em dispositivos móveis e o fim de um sonho.

Promoções de Jogos do Final de Semana (03/04)
Notícias
16 visualizações
Notícias
16 visualizações

Promoções de Jogos do Final de Semana (03/04)

Carlos L. A. da Silva - 3 de abril de 2020

Confira as melhores ofertas de jogos de PC para o final de semana.

Como descobrir se tem um “fantasma” no seu teclado
Dicas
17 visualizações
Dicas
17 visualizações

Como descobrir se tem um “fantasma” no seu teclado

Carlos L. A. da Silva - 2 de abril de 2020

Problema afeta muitas marcas e consumidor precisa estar atento a esse detalhe, principalmente se vai jogar no computador.

3 Responses

  1. Pelo que percebi Kotlin não pode substituir o java e nem mesmo concorrer porque depende deste. Não é independente pois é preciso instalar o JDK da Oracle. Não?

    Resposta
    • O Kotlin é uma versão moderna e mais eficiente do Java, ele não pertence a Oracle e não depende do Java. A única semelhança é o fato de ambas as linguagens rodarem sobre uma máquina virtual Java. No caso da plataforma Android, a máquina virtual (Dalvik ou ART) foi desenvolvida pelo Google, portanto especificamente nesta plataforma o Kotlin não depende de nada da Oracle. Se o Google fez essa parceria com a JetBrains e lançou a linguagem como oficial para Android isso indica que ela irá aos poucos se tornar cada vez mais importante até substituir totalmente o Java para desenvolvimento Android, muito similar ao que está ocorrendo com a plataforma IOS da Apple, onde a linguagem Swift está substituindo aos poucos o Objective C

      Resposta
  2. Parabéns pelo artigo, uma boa seleção de recursos. Uma errata, em editores VSCode é para Visual Studio Code e não Vim.

    Resposta

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

Trabalhando de casa
Artigos
25 visualizações
25 visualizações

Trabalhando de casa

Carlos L. A. da Silva - 30 de março de 2020
Promoções de Jogos do Final de Semana (27/03)
Notícias
26 visualizações
26 visualizações

Promoções de Jogos do Final de Semana (27/03)

Carlos L. A. da Silva - 27 de março de 2020
Aprenda Dart em sete dias sem sair de casa e sem pagar nada
Artigos
28 visualizações
28 visualizações

Aprenda Dart em sete dias sem sair de casa e sem pagar nada

Carlos L. A. da Silva - 23 de março de 2020
Promoções de Jogos do Final de Semana (20/03)
Notícias
30 visualizações
30 visualizações

Promoções de Jogos do Final de Semana (20/03)

Carlos L. A. da Silva - 20 de março de 2020