0 Compartilhamentos 491 Views

Google e equipe israelense podem estar indo para a lua em 2017

7 de outubro de 2015

Uma equipe israelense acaba de se tornar a primeira a assinar um contrato formal com o Google para competir em uma corrida espacial privada até a Lua.

SpaceIL, uma empresa de engenharia espacial israelense sem fins lucrativos, anunciou que é a primeira dos 16 concorrentes na competição Lunar XPrize a formalizar seus planos para pousar uma nave espacial na lua até 2017.

equipe-lua-google

Se você não conhece, a competição Lunar XPrize (GLXP) foi lançada pelo Google em 2007. A gigante disse na época que iria dar um grande prêmio de US$ 20 milhões para a primeira equipe a levar uma nave até a lua e em seguida, cobrir 500 metros da superfície lunar e enviar imagens e vídeos de alta definição para a Terra.

Agora, a SpaceIL está desenvolvendo uma nave espacial que espera cobrir os necessários 500 metros não por andar na superfície, mas por saltar. A nave será lançada da Terra em um foguete SpaceX em algum momento do segundo semestre de 2017 e, em seguida, deve fazer um pouso suave na superfície lunar. De lá, ele vai decolar novamente, cobrindo a distância necessária em um salto e, se tudo correr bem, vencer a corrida.

Todos os finalistas do concurso são obrigados a ter um contrato de lançamento verificado pelo Google até 31 de dezembro de 2016 para permanecer na corrida. A SpaceIL conseguiu isso ao fazer um acordo com uma empresa norte americana de serviços espaciais que vai ajudar a levar a nave através de um foguete.

“Só três países já levaram um rover até a superfície da lua: os Estados Unidos, a ex-União Soviética e a China,” disse o CEO da SpaceIL, Eran Privman, em um comunicado que acompanha o anúncio. “Agora a noção do pequeno estado de Israel sendo adicionado a esta lista exclusiva parece mais promissor do que nunca.”

Há um número de equipes internacionais concorrendo pelo dinheiro, mas eles têm de ser independentes. Os governos podem fornecer uma pequena quantidade de financiamento e apoio, mas a maior parte de seu dinheiro deve ser arrecadada por outros meios.

Carregando...

Você pode se interessar

Influenciadores digitais que não existem
Artigos
59 visualizações
Artigos
59 visualizações

Influenciadores digitais que não existem

Carlos L. A. da Silva - 2 de dezembro de 2021

Na era da pós-verdade, influenciadores que não são reais estão ganhando espaço para uma multidão que quer ser influenciada

Pais criam aplicativo de código aberto melhor que o da escola, mas a polícia é acionada
Artigos
196 visualizações
Artigos
196 visualizações

Pais criam aplicativo de código aberto melhor que o da escola, mas a polícia é acionada

Carlos L. A. da Silva - 23 de novembro de 2021

Aplicativo oficial do sistema educacional da capital Suécia era ruim demais, mas a lei é a lei...

10 recursos HTML5 úteis que você pode não estar usando
Artigos
449 visualizações
Artigos
449 visualizações

10 recursos HTML5 úteis que você pode não estar usando

Carlos L. A. da Silva - 6 de novembro de 2021

O HyperText Markup Language nos acompanha desde os primórdios da web. É o seu tijolo mais básico. Podem surgir novas tecnologias, plugins, frameworks, conteúdo rico, mas o bom e velho HTML continua sendo a base de tudo e aprender seus mais profundos nuances é fundamental para os desenvolvedores. O HTML5 é a implementação atual da […]

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

O Metaverso está vindo?
Artigos
511 visualizações
511 visualizações

O Metaverso está vindo?

Carlos L. A. da Silva - 1 de novembro de 2021
Por que eu decidi não migrar para o Windows 11 agora
Artigos
618 visualizações
618 visualizações

Por que eu decidi não migrar para o Windows 11 agora

Carlos L. A. da Silva - 19 de outubro de 2021
Sir Clive Sinclair, o homem adiantado no tempo
Artigos
914 visualizações
914 visualizações

Sir Clive Sinclair, o homem adiantado no tempo

Carlos L. A. da Silva - 18 de setembro de 2021