0 Compartilhamentos 666 Views

Google reduz porcentagem cobrada de desenvolvedores em assinaturas no Google Play

4 de janeiro de 2018

Todos sabemos que as lojas de aplicativos cobram um percentual dos desenvolvedores, seja nas vendas propriamente ditas, seja nas compras realizadas pelos usuários dentro dos aplicativos (as famosas in-app purchases) ou até mesmo nas assinaturas.

O percentual cobrado dos desenvolvedores geralmente é de 30%. Isto é normal, obviamente. Quer dizer, a cobrança é normal, o que muito se discute é a questão do quanto deve, ou deveria, ser cobrado, sendo que a própria Apple já ensaiou passos em direção a uma redução nestes percentuais.

Agora, o Google também se posicionou a respeito, e anunciou que reduzirá o percentual cobrado dos desenvolvedores em assinaturas realizadas através de aplicativos no Google Play.

Google Play

O percentual passa de 30% para 15%, ficando os desenvolvedores, portanto, com 85% ao invés de 70%.

Há uma “pequena” ressalva, entretanto: a novidade vale apenas após um ano. Funciona assim: feita a assinatura, o desenvolvedor continuará recebendo 70% do valor da mesma durante um ano.

Este é o período mínimo, a “carência”, digamos. Após um ano, então, mantido o cliente e a assinatura, o desenvolvedor passa a receber 85%, abocanhando o Google, então, apenas 15%.

Obs: vale lembrar que a permanência do cliente deve ser contínua, sem interrupções, durante um ano completo, no mínimo.

Trata-se de uma mudança um tanto quanto desanimadora, entretanto. Muitos desenvolvedores afirmam que é difícil manter um cliente assinando algum serviço dentro do aplicativo por muito tempo.

Mantê-lo por um ano no mínimo pode ser, dependendo do caso, uma tarefa bem mais difícil, o que tornaria então a medida adotada pelo Google um tanto quanto ineficiente. Muitos desenvolvedores, assim, podem jamais experimentar a redução da dedução de 30% para 15%.

Carregando...

Você pode se interessar

Por que eu decidi não migrar para o Windows 11 agora
Artigos
58 visualizações
Artigos
58 visualizações

Por que eu decidi não migrar para o Windows 11 agora

Carlos L. A. da Silva - 19 de outubro de 2021

O novo sistema operacional da Microsoft está entre nós, mas talvez não seja uma boa ideia pular de cabeça.

Enumerando e analisando mais de 40 implementações de JavaScript (que não são V8)
Artigos
203 visualizações
Artigos
203 visualizações

Enumerando e analisando mais de 40 implementações de JavaScript (que não são V8)

Carlos L. A. da Silva - 6 de outubro de 2021

V8 é o interpretador JavaScript, também chamado de máquina virtual Javascript, desenvolvido pela Google e utilizado em seu navegador Google Chrome. Com o peso de seus criadores e a quase onipresença do navegador, foi apenas uma questão de tempo para essa implementação do JavaScritp se tornar dominante no mercado. Entretanto, um bom desenvolvedor sabe que […]

Sir Clive Sinclair, o homem adiantado no tempo
Artigos
384 visualizações
Artigos
384 visualizações

Sir Clive Sinclair, o homem adiantado no tempo

Carlos L. A. da Silva - 18 de setembro de 2021

O inglês Clive Marles Sinclair nasceu de uma família de engenheiros. Seu avô foi engenheiro, assim como o seu pai. Com um talento natural pela Matemática e um forte interesse em eletrônica, ele se tornaria uma página importante da popularização da computação em diversas partes do mundo, construindo um legado que se perpetuará por anos […]

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

A cibersegurança por trás das vacinas
Artigos
482 visualizações
482 visualizações

A cibersegurança por trás das vacinas

Carlos L. A. da Silva - 7 de setembro de 2021
Top 25 comandos do Git
Artigos
617 visualizações
617 visualizações

Top 25 comandos do Git

Carlos L. A. da Silva - 28 de agosto de 2021
Dez anos de Kotlin: origens e futuro
Artigos
670 visualizações
670 visualizações

Dez anos de Kotlin: origens e futuro

Carlos L. A. da Silva - 20 de agosto de 2021