0 Compartilhamentos 134 Views

Review: SSD SKC100S3B de 120G da Kingston

7 de maio de 2013

SSD SKC100S3B de 120G da Kingston

Acabamos de testar o mais novo SSD da Kingston, e já foi possível enxergar o quão próximo estamos de um mundo sem os HD’s comuns:  o dispositivo de armazenamento é menor, mais rápido e mais resistente que os discos rígidos, que geralmente consomem até mais energia e geram mais calor.

A tecnologia de armazenamento vem inovando com dispositivos como o SSD, finalmente abrindo mão de super máquinas com clocks altissimos e lentidão na memória secundária, onde a espera pela cópia de dados para a memória principal era enorme.
A nova opção se mostrou uma ótima escolha para quem pensa em ter um super desktop ou um Ultrabook.

Detalhes:

SKC100S3B de 120G da Kingston vem com um kit bastante interessante, contando com tudo que o usuário precisa para fazer seu upgrade: Cabo de dados e adaptador de alimentação Sata, caso o usuário escolha instalar em um desktop e não tenha nenhuma tomada de alimentação Sata sobrando em sua fonte e um Case (por incrível que pareça, USB 2.0) para quem escolher usá-lo como storage. Além de dois “espelhos” metálicos para fixação, um CD contendo guia de instalação e um software de clonagem, facilitando a troca de HD sem precisar reinstalar tudo novamente no SSD. Os acessórios parecem ser de boa qualidade e fácil manuseio.

Testes:

O primeiro teste realizado foi o de transferência de arquivo através do Sata III.

Sendo apresentado através da imagem abaixo a comparação através de um HD comum e o nosso SSD.

O segunto teste realisado foi o de transferência de arquivo
no storade. Tendo sido alcançada a taxa de transferência de 74,1MB/s em
leitura e de 48,8MB/s em escrita. Havendo uma carência da interface USB
3.0.

Avaliação:

Por não ser muito popular, ainda é dificil avaliar completamente um dispositivo como o SSD, porém, o que pode ser visto de cara é o fato dele ser  bastante robusto e possuir um desempenho muito superior a um HD comum. O SSD da Kingston também entra na categoria de confiança: por  ser construído sem peças móveis, ele é ideal para aplicações de maior zelo com dados, sem obrigar o usuário a abrir mão da velocidade. Essa vantagem ainda faz com que a potência de notebooks e storages seja usada ao máximo, ainda tendo comsumo de energia reduzido, menos barulho e geração de calor.

Prós:

  • Opera de forma silenciosa e produz menos calor, além de não possuir peças mecânicas móveis;
  • Resistente a impacto – Por não possuir peças mecânicas móveis, o SSD aguenta condições mais extremas;
  • Suporta S.M.A.R.T. – Tecnologia de auto-monitoramento, análise e relatório avisa ao usuário quando uma unidade está preste a falhar;
  • Garantia – 5 anos de garantia Kingston, com suporte técnico 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Contras:

  • Case pouco ergonômico e incompatível com desempenho do produto;
  • Embalagem de papelão comum – Não suporta que seja usada para proteger e transportar o SSD;
  • Cabo USB poderia ser maior, facilitando o uso em desktops que não possuem opção de USB frontal.

Opinião:

Por se tratar de um SSD para uso empresarial, ele é uma opção confiável e bastante indicada para notebooks e ultrabooks de alto desempenho. Porém, em termos de storage, seria um desperdício, já que seu case sacrificaria a velocidade. Mesmo assim, à primeira vista, seu preço mais alto parece compatível com toda a tecnologia existente no dispositivo: se forem comparados, os SSD’s valem o investimento, especialmente nos dias de hoje, onde a popularidade geralmente faz o valor da mercadoria cair e a evolução faz o espaço de armazenamento aumentar.
Acredito que, no futuro, nossos filhos vão olhar para o HD comum assim como olhamos hoje para os disquetes de 3,1/4.

Com informações de .

Você pode se interessar

Como enlouquecer os rastreadores de internet
Dicas
7 visualizações
Dicas
7 visualizações

Como enlouquecer os rastreadores de internet

Carlos L. A. da Silva - 18 de setembro de 2019

Track This é um experimento criado pelo time do Firefox que vai alterar completamente o perfil que os anunciantes tem de você.

A história de Amazônia, o primeiro jogo brasileiro!
Artigos
8 visualizações
Artigos
8 visualizações

A história de Amazônia, o primeiro jogo brasileiro!

Carlos L. A. da Silva - 17 de setembro de 2019

Como um programador iniciante criou um adventure clássico que atravessou décadas.

VIM (Amado ou Odiado?) // Dicionário do Programador
Vídeos
6 visualizações
Vídeos
6 visualizações

VIM (Amado ou Odiado?) // Dicionário do Programador

Thais Cardoso de Mello - 16 de setembro de 2019

Uma poderosa ferramenta, que dispensa apresentações, e vem sendo utilizada por muitas gerações de programadores.

Mais publicações

Promoções de Jogos do Final de Semana (13/09)
Notícias
10 visualizações
10 visualizações

Promoções de Jogos do Final de Semana (13/09)

Carlos L. A. da Silva - 13 de setembro de 2019
Como usar os novos atributos de link do Google
Dicas
11 visualizações
11 visualizações

Como usar os novos atributos de link do Google

Carlos L. A. da Silva - 11 de setembro de 2019