0 Compartilhamentos 492 Views

Warner admite escândalo na divulgação do jogo Middle Earth: Shadow of Mordor

Após uma longa batalha judicial, a Warner admitiu finalmente que cometeu erros na divulgação do jogo Middle Earth: Shadow of Mordor em 2014.

A empresa fechou um acordo com a Federal Trade Commission (FTC), órgão regulador do governo norte-americano, após ter pago YouTubers e influenciadores para divulgarem o jogo sem explicitar o patrocínio.

Na interpretação da FTC, a Warner teria agido de má-fé na época: “consumidores tem o direito de saber se analistas estão oferecendo suas próprias opiniões ou promoções pagas”, afirma Jessica Rich, diretora do Departamento de Defesa do Consumidor da FTC. YouTubers influentes, incluindo o imensamente popular PewDiePie, receberam milhares de dólares da Warner para divulgar o jogo, exaltar suas qualidades e ocultar qualquer bug que porventura encontrassem e essa relação comercial entre as partes foi escondida dos espectadores.

No total, a campanha de divulgação de Middle Earth: Shadow of Mordor atingiu 5.5 milhões de visualizações, de acordo com a FTC, além da obrigatória exposição em mídias sociais exigida pela Warner de seus parceiros. Deste total, PewDiePie teria sido responsável por quase 4 milhões de visualizações, graças a sua imensa base de inscritos no canal. Na maioria dos casos, os YouTubers esconderam ou sequer mencionaram terem sido pagos pela Warner para comentar sobre o jogo.

Um escândalo similar aconteceu no mesmo ano, envolvendo produtoras de jogos e geradores de conteúdo na plataforma de vídeo, provando que a Warner não estava sozinha na prática questionável. Com o acordo fechado com a FTC, a Warner fica proibida de utilizar a estratégia novamente e passam a ser estabelecidas regras específicas para a forma como a produtora e outras empresas devem explicitar o patrocínio de vídeos.

Carregando...

Você pode se interessar

Por que eu decidi não migrar para o Windows 11 agora
Artigos
63 visualizações
Artigos
63 visualizações

Por que eu decidi não migrar para o Windows 11 agora

Carlos L. A. da Silva - 19 de outubro de 2021

O novo sistema operacional da Microsoft está entre nós, mas talvez não seja uma boa ideia pular de cabeça.

Enumerando e analisando mais de 40 implementações de JavaScript (que não são V8)
Artigos
206 visualizações
Artigos
206 visualizações

Enumerando e analisando mais de 40 implementações de JavaScript (que não são V8)

Carlos L. A. da Silva - 6 de outubro de 2021

V8 é o interpretador JavaScript, também chamado de máquina virtual Javascript, desenvolvido pela Google e utilizado em seu navegador Google Chrome. Com o peso de seus criadores e a quase onipresença do navegador, foi apenas uma questão de tempo para essa implementação do JavaScritp se tornar dominante no mercado. Entretanto, um bom desenvolvedor sabe que […]

Sir Clive Sinclair, o homem adiantado no tempo
Artigos
386 visualizações
Artigos
386 visualizações

Sir Clive Sinclair, o homem adiantado no tempo

Carlos L. A. da Silva - 18 de setembro de 2021

O inglês Clive Marles Sinclair nasceu de uma família de engenheiros. Seu avô foi engenheiro, assim como o seu pai. Com um talento natural pela Matemática e um forte interesse em eletrônica, ele se tornaria uma página importante da popularização da computação em diversas partes do mundo, construindo um legado que se perpetuará por anos […]

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

A cibersegurança por trás das vacinas
Artigos
484 visualizações
484 visualizações

A cibersegurança por trás das vacinas

Carlos L. A. da Silva - 7 de setembro de 2021
Top 25 comandos do Git
Artigos
618 visualizações
618 visualizações

Top 25 comandos do Git

Carlos L. A. da Silva - 28 de agosto de 2021
Dez anos de Kotlin: origens e futuro
Artigos
672 visualizações
672 visualizações

Dez anos de Kotlin: origens e futuro

Carlos L. A. da Silva - 20 de agosto de 2021