0 Compartilhamentos 463 Views

Anatel muda (outra vez) de opinião sobre a internet limitada

17 de agosto de 2016

Com o anúncio da renúncia de seu presidente, a Anatel mudou outra vez de opinião sobre a ainda pendente crise da internet limitada.

Em novo relatório criado para sua Ouvidoria, a Agência Nacional de Telecomunicações critica operadoras e admite que errou em suas avaliações anteriores.

Para quem se perdeu em algum capítulo dessa novela, a Anatel inicialmente apoiou a iniciativa das operadoras de alterar planos e limitar a internet fixa para os usuários e chegou a culpar os jogos online pelo consumo excessivo de banda. Em seguida, voltou atrás e baixou Medida Cautelar estabelecendo que as operadoras não poderiam cortar ou limitar a internet dos consumidores que ultrapassassem a franquia. Mas, meses depois, mudou de ideia e revogou a própria regra. Por último, a agência reguladora resolveu fazer uma consulta popular para saber o que todo mundo já sabia.

A posição oficial agora é que a Anatel errou e deve ficar do lado dos consumidores nessa questão. O relatório está disponível online (PDF) e pergunta: “de onde surgiu a ideia de que seja um direito das Operadoras a liberdade de alteração dos contratos de serviço, de modo unilateral, e que ao consumidor deve ser resguardado apenas o direito de ser comunicado com antecedência dessa alteração”?

O relatório vai além e cita que “a própria Organização das Nações Unidas já declarou que a Internet é um direito fundamental das pessoas, uma inserção no rol dos direitos humanos e, portanto, não pode ser impedido o acesso à mesma”. Segundo o novo parecer, a limitação da internet fixa prejudicaria camadas da população menos favorecidas: “caso o regulador venha permitir a comercialização somente de planos com franquia conforme desejo das operadoras, essa condição prejudique mais as camadas populares com menor capacidade de compra”.

Vamos acompanhar o caso e ver até quando dura essa nova posição da Agência Nacional de Telecomunicações, na esperança de que seja a decisão definitiva sobre o caso e que medidas sejam tomadas para assegurar os direitos do consumidor.

Carregando...

Você pode se interessar

Influenciadores digitais que não existem
Artigos
59 visualizações
Artigos
59 visualizações

Influenciadores digitais que não existem

Carlos L. A. da Silva - 2 de dezembro de 2021

Na era da pós-verdade, influenciadores que não são reais estão ganhando espaço para uma multidão que quer ser influenciada

Pais criam aplicativo de código aberto melhor que o da escola, mas a polícia é acionada
Artigos
196 visualizações
Artigos
196 visualizações

Pais criam aplicativo de código aberto melhor que o da escola, mas a polícia é acionada

Carlos L. A. da Silva - 23 de novembro de 2021

Aplicativo oficial do sistema educacional da capital Suécia era ruim demais, mas a lei é a lei...

10 recursos HTML5 úteis que você pode não estar usando
Artigos
449 visualizações
Artigos
449 visualizações

10 recursos HTML5 úteis que você pode não estar usando

Carlos L. A. da Silva - 6 de novembro de 2021

O HyperText Markup Language nos acompanha desde os primórdios da web. É o seu tijolo mais básico. Podem surgir novas tecnologias, plugins, frameworks, conteúdo rico, mas o bom e velho HTML continua sendo a base de tudo e aprender seus mais profundos nuances é fundamental para os desenvolvedores. O HTML5 é a implementação atual da […]

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

O Metaverso está vindo?
Artigos
511 visualizações
511 visualizações

O Metaverso está vindo?

Carlos L. A. da Silva - 1 de novembro de 2021
Por que eu decidi não migrar para o Windows 11 agora
Artigos
618 visualizações
618 visualizações

Por que eu decidi não migrar para o Windows 11 agora

Carlos L. A. da Silva - 19 de outubro de 2021
Sir Clive Sinclair, o homem adiantado no tempo
Artigos
914 visualizações
914 visualizações

Sir Clive Sinclair, o homem adiantado no tempo

Carlos L. A. da Silva - 18 de setembro de 2021