0 Compartilhamentos 488 Views

Bloquear bloqueadores de anúncios deu resultados para o Facebook

3 de novembro de 2016

Quando o Facebook iniciou uma queda de braço com os bloqueadores de anúncios, estava claro que a estratégia da rede social era salvaguardar seus rendimentos publicitários.

Os resultados trimestrais divulgados do Facebook confirmam não apenas um crescimento no volume de usuários, mas também um aumento no faturamento oriundo de propagandas em virtude da estratégia.

O aumento de rendimento publicitário nos desktops foi de 18% no trimestre, o dobro do crescimento de 9% registrado no mesmo período do ano passado, quando o sistema de bloqueio de bloqueadores de anúncios não existia. O total registrado em faturamento oriundo de propagandas veiculadas na rede social ultrapassou a marca de um bilhão de dólares no trimestre, acima dos 998 milhões de dólares computados no trimestre passado. Embora 84% desse montante venha das plataformas móveis, o crescimento no desktop ajudou a elevar os ganhos obtidos.

David Wehner, CFO do Facebook, confirmou a análise dos resultados: “sobre bloqueios de anúncios, em termos de impacto eu apenas apontaria que nesse trimestre nós tivemos um crescimento de 18% anual no faturamento em desktop. (…) esse incremento, essa aceleração no crescimento do faturamento nos desktops é em grande parte devido a nossos esforços em reduzir o impacto dos bloqueadores de anúncio”.

Os principais fabricantes de plugins e aplicativos de bloqueio de anúncio tentaram burlar os sistemas de Facebook e alegam que as propagandas exibidas são intrusivas e prejudiciais à privacidade do usuário. O Facebook se defende das acusações e aponta que sua publicidade se integra discretamente com a linha do tempo dos usuários e não compromete a privacidade de forma alguma.

Carregando...

Você pode se interessar

Por que eu decidi não migrar para o Windows 11 agora
Artigos
120 visualizações
Artigos
120 visualizações

Por que eu decidi não migrar para o Windows 11 agora

Carlos L. A. da Silva - 19 de outubro de 2021

O novo sistema operacional da Microsoft está entre nós, mas talvez não seja uma boa ideia pular de cabeça.

Enumerando e analisando mais de 40 implementações de JavaScript (que não são V8)
Artigos
247 visualizações
Artigos
247 visualizações

Enumerando e analisando mais de 40 implementações de JavaScript (que não são V8)

Carlos L. A. da Silva - 6 de outubro de 2021

V8 é o interpretador JavaScript, também chamado de máquina virtual Javascript, desenvolvido pela Google e utilizado em seu navegador Google Chrome. Com o peso de seus criadores e a quase onipresença do navegador, foi apenas uma questão de tempo para essa implementação do JavaScritp se tornar dominante no mercado. Entretanto, um bom desenvolvedor sabe que […]

Sir Clive Sinclair, o homem adiantado no tempo
Artigos
429 visualizações
Artigos
429 visualizações

Sir Clive Sinclair, o homem adiantado no tempo

Carlos L. A. da Silva - 18 de setembro de 2021

O inglês Clive Marles Sinclair nasceu de uma família de engenheiros. Seu avô foi engenheiro, assim como o seu pai. Com um talento natural pela Matemática e um forte interesse em eletrônica, ele se tornaria uma página importante da popularização da computação em diversas partes do mundo, construindo um legado que se perpetuará por anos […]

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

A cibersegurança por trás das vacinas
Artigos
530 visualizações
530 visualizações

A cibersegurança por trás das vacinas

Carlos L. A. da Silva - 7 de setembro de 2021
Top 25 comandos do Git
Artigos
670 visualizações
670 visualizações

Top 25 comandos do Git

Carlos L. A. da Silva - 28 de agosto de 2021
Dez anos de Kotlin: origens e futuro
Artigos
724 visualizações
724 visualizações

Dez anos de Kotlin: origens e futuro

Carlos L. A. da Silva - 20 de agosto de 2021